0 Compartilhamentos 8 Views

ZeniMax vai receber meio bilhão de dólares de indenização da Oculus

2 de fevereiro de 2017

O júri em Dallas onde corria o processo aberto pela ZeniMax Media contra a empresa de Realidade Virtual Oculus determinou que esta pague uma indenização de meio bilhão de dólares.

A Oculus foi considerada culpada das alegações de violação de direitos autorais, quebra de contrato e propaganda enganosa, mas foi inocentada da acusação de furto da tecnologia de sua plataforma de Realidade Virtual.

O processo que chegou a contar com o testemunho de Mark Zuckerberg, fundador do Facebook e proprietário da Oculus, não terminou como se esperava. Perante a corte foram apresentadas provas de que Palmer Luckey, presidente da empresa de Realidade Virtual, violou os termos de sigilo de um contrato assinado com a ZeniMax em 2012, que parte do código desenvolvido para sua plataforma realmente pertence à ZeniMax e que a Oculus, durante seu anúncio de seu dispositivo de Realidade Virtual teria dado a entender que tinha o apoio da ZeniMax, o que não era verdade.

Pela sentença divulgada, a Oculus deverá pagar o valor de US$200 milhões pela quebra do sigilo do contrato, mais US$50 milhões por falsa propaganda e US$50 milhões por violação de direitos autorais. Palmer Luckey também foi condenado a pagar pessoalmente US$50 milhões por falsa propaganda. O antigo CEO da Oculus, Brendan Iribe, também foi condenado por falsa propaganda e deverá pagar US$150 milhões.

Apesar da derrota nos tribunais, o Facebook se concentrou na parte positiva da decisão: a ZeniMax não conseguiu provar que toda a tecnologia por trás da plataforma de Realidade Virtual da Oculus é de sua propriedade e tampouco obteve o valor total da indenização exigida, inicialmente noticiada como US$2 bilhões, mas agora revelada que chegava a US$6 bilhões. A rede social também prometeu recorrer do resultado na Justiça.

Em um comunicado, o Facebook afirma: “o coração desse caso era sobre se a Oculus furtou segredos comerciais da ZeniMax, e o júri determinou decisivamente em nosso favor. (…) Produtos da Oculus são construídos com tecnologia da Oculus. Nosso compromisso para o sucesso de longo prazo da Realidade Virtual permanece o mesmo, e o time inteiro irá continuar o trabalho que eles tem feito desde o primeiro dia (…) nós estamos realizando a entrada de um recurso e eventualmente deixaremos esse litígio para trás”.

A ZeniMax celebrou a decisão do júri, mas também prometeu continuar a briga “para assegurar que não haja nenhum uso continuado de nossa tecnologia capturada, inclusive buscando uma restrição jurídica para impedir o Oculus e o Facebook de seu atual uso do código de computador que o júri encontrou violando os direitos autorais da ZeniMax”.

Você pode se interessar

DICA EXTRA: Prepare seu Currículo de Programador // Vlog #53.1
Vídeos
19 visualizações
Vídeos
19 visualizações

DICA EXTRA: Prepare seu Currículo de Programador // Vlog #53.1

Gabriel Fróes - 9 de outubro de 2017

No último vídeo do canal demos algumas dicas sobre como preparar seu currículo para uma vaga de programador mas esquecemos de uma dica super importante que falaremos nesse vídeo.

Confira os principais trailers da New York Comic Con 2017
Notícias
29 visualizações
Notícias
29 visualizações

Confira os principais trailers da New York Comic Con 2017

Carlos L. A. da Silva - 9 de outubro de 2017

Festa dos quadrinhos foi palco de trailers de mega-produções do cinema e séries de TV: Liga da Justiça, The Walking Dead e novo Círculo de Fogo. Confira!

Google teria encontrado indícios de anúncios patrocinados pelo governo russo em sua plataforma
Notícias
9 visualizações
Notícias
9 visualizações

Google teria encontrado indícios de anúncios patrocinados pelo governo russo em sua plataforma

Carlos L. A. da Silva - 9 de outubro de 2017

Segundo o jornal The Washington Post, empresa teria começado sua investigação depois de casos similares no Twitter e no Facebook.

Deixe um Comentário

Your email address will not be published.

Mais publicações

Executivo da Microsoft confirma desinteresse no Windows Phone
Notícias
28 visualizações
28 visualizações

Executivo da Microsoft confirma desinteresse no Windows Phone

Carlos L. A. da Silva - 9 de outubro de 2017
Elon Musk critica Google Clips
Notícias
53 visualizações
53 visualizações

Elon Musk critica Google Clips

Carlos L. A. da Silva - 9 de outubro de 2017
Michel Temer vetou emenda que poderia censurar a internet
Notícias
26 visualizações
26 visualizações

Michel Temer vetou emenda que poderia censurar a internet

Carlos L. A. da Silva - 9 de outubro de 2017