0 Compartilhamentos 8 Views

‘O líder da pirataria é o Google’

16 de janeiro de 2012

Sem papas na língua
“O líder da pirataria é o Google que transmite filmes gratuitamente, vende propaganda ao redor deles”, declarou em seu twitter o magnata das telecomunicações americano Rupert Murdoch. O  dono do segundo maior conglomerado de mídia do mundo ficou furioso quando soube que a Casa Branca pode estar recuando de seu apoio à SOPA, a nova legislação contra a pirataria.

Nem o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, foi poupado dos comentários de Murdoch: “Então Obama está jogando do lado dos seus patrocinadores do Vale do Silício, que ameaçam todos os criadores de software com pirataria, puro latrocínio”. A reação negativa teve origem na declaração do poder executivo americano de que condena uma lei que coloque em risco a liberdade de expressão.

Em resposta oficial, o Google declarou que combate a pirataria diariamente, removendo links para sites piratas e investindo milhões de dólares todos os anos para monitorar a oferta de conteúdo ilegal. Somente em 2011, cinco milhões de endereços de internet foram removidos do banco de dados do mecanismo de busca.

Murdoch não se deu por satisfeito com a resposta e voltou ao ataque: “Acabei de vir do Google procurando por Missão Impossível. Uau, inúmeros sites oferecendo links gratuitos. Caso encerrado.”

.

Você pode se interessar

Mark Zuckerberg usou Realidade Virtual para visitar Porto Rico
Notícias
6 visualizações
Notícias
6 visualizações

Mark Zuckerberg usou Realidade Virtual para visitar Porto Rico

Carlos L. A. da Silva - 10 de outubro de 2017

CEO do Facebook "viu" os estragos causados pela passagem de um furacão e anunciou uma parceria com a Cruz Vermelha para ajudar a população.

Polícia Federal não consegue quebrar criptografia de dois documentos de propina
Notícias
31 visualizações
Notícias
31 visualizações

Polícia Federal não consegue quebrar criptografia de dois documentos de propina

Carlos L. A. da Silva - 10 de outubro de 2017

Durante oito dias de ataque ininterrupto de força bruta, foram testadas 810 bilhões de combinações de senha, sem sucesso.

Microsoft mata o Windows Media Player
Notícias
22 visualizações1
Notícias
22 visualizações1

Microsoft mata o Windows Media Player

Carlos L. A. da Silva - 10 de outubro de 2017

Assim como fez com o Paint, programa será removido do Windows 10 na Fall Creators Update e se tornará opcional para usuários.

Mais publicações