0 Compartilhamentos 28 Views

Ministério Público pede a remoção de vídeo de exposição do MAM-SP do Facebook e do YouTube

3 de outubro de 2017

O infame vídeo da exposição do Museu de Arte Moderna de São Paulo que causou polêmica poderá em breve ser permanentemente banido da internet: o Ministério Público de São Paulo solicitou sua remoção do YouTube e do Facebook.

A filmagem mostra um artista nu, identificado como Wagner Schartz, interagindo e sendo tocado por uma criança com o incentivo da mãe e provocou revolta em muitos usuários que viram e compartilharam a gravação.

Para o promotor de Justiça, Eduardo Dias de Souza Ferreira, responsável pelo pedido de remoção, “o que nós queremos é que o Estatuto da Criança e do Adolescente seja cumprido e que as classificações sejam observadas”. Se o Facebook e o Google não atenderem à solicitação em até dez dias, medidas legais cabíveis serão aplicadas, garante o MP-SP. A requisição faz parte do inquérito civil elaborado pelas autoridades para investigar o incidente.

A performance fez parte da exposição 35ª Panorama da Arte Brasileira – 2017 e voltou a provocar questionamentos sobre o significado e os limites da arte no país, permanecendo como um dos temas mais comentados nas redes sociais durante dias.

Sobre a remoção do vídeo do YouTube, o Google reiterou que não comenta sobre casos específicos, mas sua assessoria no Brasil explicou que “quando não há violação à política de uso do produto, cabe ao Poder Judiciário determinar a remoção do conteúdo, nos termos do Marco Civil da Internet”.

O Facebook também se recusou a comentar sobre detalhes do caso e afirmou que possui tanto Padrões de Comunidade que regem a publicação de nudez na rede social como também ferramentas de denúncia.

Você pode se interessar

Polícia Federal não consegue quebrar criptografia de dois documentos de propina
Notícias
2 visualizações
Notícias
2 visualizações

Polícia Federal não consegue quebrar criptografia de dois documentos de propina

Carlos L. A. da Silva - 10 de outubro de 2017

Durante oito dias de ataque ininterrupto de força bruta, foram testadas 810 bilhões de combinações de senha, sem sucesso.

Microsoft mata o Windows Media Player
Notícias
15 visualizações1
Notícias
15 visualizações1

Microsoft mata o Windows Media Player

Carlos L. A. da Silva - 10 de outubro de 2017

Assim como fez com o Paint, programa será removido do Windows 10 na Fall Creators Update e se tornará opcional para usuários.

Western Digital quebra recorde com HD de 14TB
Notícias
26 visualizações
Notícias
26 visualizações

Western Digital quebra recorde com HD de 14TB

Carlos L. A. da Silva - 10 de outubro de 2017

Disco rígido hermeticamente fechado e preenchido com gás hélio poderia armazenar quase 3000 filmes com qualidade HD, mas preço ainda não foi divulgado.

Deixe um Comentário

Your email address will not be published.

Mais publicações