0 Compartilhamentos 7 Views

Ministério Público Federal recebe denúncia sobre publicidade infantil no YouTube

O Ministério Público Federal do Rio de Janeiro recebeu denúncia contra 15 empresas que estariam utilizando estratégias escusas para promover publicidade infantil no YouTube.

O esquema denunciado envolvia YouTubers mirins, que estariam recebendo presentes para promoverem produtos e marcas em seus canais, o que é considerado abusivo por entidades de proteção ao consumo infantil.

Segundo o projeto Criança e Consumo, “por conta da enorme visibilidade dos youtubers mirins entre o público infantil, e a influência e impacto que exercem sobre outras crianças, as empresas utilizam esses canais para anunciar, de forma velada, seus produtos, serviços e promoções e criar fidelidade e adesão do público infantil”. O Ministério Público acatou a denúncia e irá notificar as empresas sobre a prática.

Para Ekaterine Karageorgiadis, advogada do Instituto Alana, ONG dedicada à proteção da infância, essas empresas “se aproveitam da hipervulnerabilidade, tanto da criança youtuber como da espectadora, para desenvolver publicidade abusiva para crianças”. Ainda de acordo com a advogada, muitos canais no YouTube “mostram as crianças agradecendo às marcas pelos ‘presentinhos’ ou lendo informações enviadas pelos fabricantes”.

Claudia Almeida, advogada do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec), corrobora o posicionamento: “se publicidade para criança não pode na TV, porque poderia na internet? Para o Idec, está claro que essa prática de enviar produtos para os youtubers mirins é totalmente abusiva, porque usa uma criança para vender algo para outra criança. Para nós, não existe legalidade em publicidade direcionada ao público infantil”.

As empresas que fazem parte da denúncia são: Biotropic (cosméticos), C&A (roupas), Cartoon Network (canal a cabo infantil), Foroni (material escolar), Kidzania, Long Jump e Mattel (brinquedos), McDonald’s, Pampili (sapatos), Puket (meias e pijamas), Ri Happy (loja de brinquedos), SBT (canal de TV), Sestini (mochilas) e Tilibra (papelaria). A maioria delas negou o uso dos presentes como ferramenta publicitária.

Você pode se interessar

Startup catarinense traz mesa interativa para o Dia das Crianças
Notícias
25 visualizações
Notícias
25 visualizações

Startup catarinense traz mesa interativa para o Dia das Crianças

Carlos L. A. da Silva - 10 de outubro de 2017

Tecnologia da PlayTable é aposta para espaços recreativos em lojas, com jogos educativos para a garotada. Confira o vídeo!

Assistente virtual do Facebook Messenger agora entende Português
Notícias
16 visualizações
Notícias
16 visualizações

Assistente virtual do Facebook Messenger agora entende Português

Carlos L. A. da Silva - 10 de outubro de 2017

Sistema de Inteligência Artificial M age discretamente, se adapta ao usuário e só interfere em conversas quando detecta que pode oferecer sugestões,

Microsoft compra por 15 anos toda a energia gerada por fazenda de vento
Notícias
20 visualizações
Notícias
20 visualizações

Microsoft compra por 15 anos toda a energia gerada por fazenda de vento

Carlos L. A. da Silva - 10 de outubro de 2017

Complexo instalado pela General Electric na Irlanda é capaz de gerar 37-megawatt de energia e servirá para impulsionar serviços de computação em nuvem da Microsoft.

Deixe um Comentário

Your email address will not be published.

Mais publicações

Mark Zuckerberg usou Realidade Virtual para visitar Porto Rico
Notícias
10 visualizações
10 visualizações

Mark Zuckerberg usou Realidade Virtual para visitar Porto Rico

Carlos L. A. da Silva - 10 de outubro de 2017
Microsoft mata o Windows Media Player
Notícias
23 visualizações1
23 visualizações1

Microsoft mata o Windows Media Player

Carlos L. A. da Silva - 10 de outubro de 2017
Western Digital quebra recorde com HD de 14TB
Notícias
44 visualizações
44 visualizações

Western Digital quebra recorde com HD de 14TB

Carlos L. A. da Silva - 10 de outubro de 2017