0 Compartilhamentos 10 Views

Mais da metade das empresas norte-americanas foram vítimas de ataques ransomware

17 de janeiro de 2017

A empresa de segurança Trend Micro anunciou os resultados do “Estudo de Resposta a Ransomwares” e são assustadores: 53% das empresas norte-americanas já foram vítimas desse tipo de ameaça.

O levantamento foi realizado em parceria com a Information Security Media Group (ISMG), uma organização global de segurança de mídia,  e foram ouvidas mais de 225 organizações norte-americanas.

A pesquisa avaliou o preparo das empresas contra ataques de ransomware e também a forma como as organizações têm respondido a tais ataques ao longo do ano passado. Mais da metade das pesquisadas (53%) disse que foi vítima de um ataque no ano passado e, ainda mais alarmante, 42% não têm conhecimento de quão frequentemente são atacadas. No entanto, quase três entre cinco (59%) líderes de segurança acreditam que suas atuais defesas contra ransomware estão acima da média ou superiores.

De acordo com a Trend Micro, essa discrepância mostra “uma aparente desconexão entre a percepção das defesas de segurança da organização e do número de ataques eficazes de ransomware“. Para Ed Cabrera, diretor de cibersegurança da Trend Micro, “este estudo reforça a necessidade de que os líderes de segurança compreendam as defesas de sua empresa e implementem melhorias calculadas para prevenir e detectar ataques de ransomware em 2017”.

ransomware-03

A empresa de segurança observou uma média de 10 novas famílias de ransomware por mês e a pesquisa confirmou este crescimento surpreendente, sendo que quase uma em cada cinco das organizações entrevistasdas (19%) disse que sofre ataques de ransomware mais de 50 vezes por mês.

Cabrera alerta: “os líderes de segurança muitas vezes dependem de backups e de defesas tradicionais para se proteger contra ransomware. Os cibercriminosos sabem disso e entendem que algumas medidas de segurança regulares, como correções, tem uma grande variação de frequência, e eles rapidamente vão focar nessas fraquezas usando exploit kits para entregar ransomwares antes que a empresa possa resolver o problema”.

A maioria dos entrevistados (60%) apontou a susceptibilidade de funcionários como o principal método de entrada para habilitar a penetração de ataques contra uma organização, enquanto que 65% dos ransomware se originam em sites comprometidos, provavelmente clicados em um e-mail por um funcionário desavisado.

“O ransomware se tornou um dos maiores desafios enfrentados pelos profissionais de segurança cibernética em 2016″, disse Tom Field, vice-presidente de editorial da ISMG. “Com base em nossa pesquisa, achamos que não há nada indicando uma desaceleração deste problema, na verdade, talvez tenhamos descoberto apenas a ponta do iceberg. Com o relato das organizações de que seus próprios funcionários são sua maior ameaça de exposição, creio que haverá um aumento drástico no número de treinamentos, conscientização e vigilância em todas as organizações em 2017”.

Os resultados completos do Estudo de Resposta a Ransomware estão disponíveis online gratuitamente.

Você pode se interessar

Duelo de robôs gigantes tem data marcada
Notícias
6 visualizações
Notícias
6 visualizações

Duelo de robôs gigantes tem data marcada

Carlos L. A. da Silva - 11 de outubro de 2017

Batalha entre titãs norte-americano e japonês será transmitida pelo Twitch ao vivo na semana que vem!

PornHub vai utilizar aprendizado de máquina para catalogar vídeos
Notícias
7 visualizações
Notícias
7 visualizações

PornHub vai utilizar aprendizado de máquina para catalogar vídeos

Carlos L. A. da Silva - 11 de outubro de 2017

Algoritmo é capaz de identificar atrizes e atores, assim como posições sexuais com precisão!

Rússia teria usado mesmo produtos da Kaspersky para espionagem
Notícias
13 visualizações
Notícias
13 visualizações

Rússia teria usado mesmo produtos da Kaspersky para espionagem

Carlos L. A. da Silva - 11 de outubro de 2017

Especialistas de segurança de Israel apresentaram provas para o governo norte-americano de que russos exploravam vulnerabilidades da Kaspersky.

Deixe um Comentário

Your email address will not be published.

Mais publicações

20 Tecnologias pra ficar de olho agora
Artigos
18 visualizações
18 visualizações

20 Tecnologias pra ficar de olho agora

Carlos L. A. da Silva - 11 de outubro de 2017
Facebook e Instagram passam por problemas técnicos
Notícias
10 visualizações
10 visualizações

Facebook e Instagram passam por problemas técnicos

Carlos L. A. da Silva - 11 de outubro de 2017
LeBron James encara o desafio dos carros autônomos
Notícias
20 visualizações
20 visualizações

LeBron James encara o desafio dos carros autônomos

Carlos L. A. da Silva - 11 de outubro de 2017
Dia das Crianças: Cortana aprendeu a brincar
Notícias
20 visualizações
20 visualizações

Dia das Crianças: Cortana aprendeu a brincar

Carlos L. A. da Silva - 11 de outubro de 2017