0 Compartilhamentos 22 Views

Criador de legendas é condenado na Suécia

15 de setembro de 2017

O fundador do portal Undertexter e criador de legendas Eugen Archy foi condenado pela Justiça da Suécia por violação de direitos autorais.

O site era conhecido como o maior portal de subs de filmes no país e foi fechado pela polícia em 2013, mas somente agora saiu a sentença para seu administrador.

De acordo com a decisão do juiz, Archy será obrigado a prestar serviços comunitários, permanecer sob a supervisão das autoridades e pagar uma multa equivalente a US$27.000 (cerca de R$84 mil no câmbio de hoje). A sentença abre um precedente na União Europeia para que sites que oferecem serviços similares de legendas criadas por fãs também sejam submetidos aos rigores da lei e sejam enquadrados por violação de direitos autorais.

Segundo a defesa elaborada pelos advogados do acusado, “as pessoas que trabalhavam no site não consideravam sua própria interpretação de diálogos como sendo algo ilegal, especialmente quando nós estávamos distribuindo essas interpretações de graça”. A defesa também tentou argumentar que filmes são obras constituídas por som e imagens, e que não seria possível infringir os direitos de seus criadores ao se oferecer uma versão traduzida do texto falado.

Mas a Justiça da Suécia discordou dos argumentos. Apesar do Undertexter ter hospedado legendas para literalmente milhões de filmes, apenas 74 produções foram consideradas no processo. Ironicamente, muitas delas sequer possuíam uma versão oficial legendada para o idioma sueco.

Você pode se interessar

Mark Zuckerberg usou Realidade Virtual para visitar Porto Rico
Notícias
6 visualizações
Notícias
6 visualizações

Mark Zuckerberg usou Realidade Virtual para visitar Porto Rico

Carlos L. A. da Silva - 10 de outubro de 2017

CEO do Facebook "viu" os estragos causados pela passagem de um furacão e anunciou uma parceria com a Cruz Vermelha para ajudar a população.

Polícia Federal não consegue quebrar criptografia de dois documentos de propina
Notícias
31 visualizações
Notícias
31 visualizações

Polícia Federal não consegue quebrar criptografia de dois documentos de propina

Carlos L. A. da Silva - 10 de outubro de 2017

Durante oito dias de ataque ininterrupto de força bruta, foram testadas 810 bilhões de combinações de senha, sem sucesso.

Microsoft mata o Windows Media Player
Notícias
22 visualizações1
Notícias
22 visualizações1

Microsoft mata o Windows Media Player

Carlos L. A. da Silva - 10 de outubro de 2017

Assim como fez com o Paint, programa será removido do Windows 10 na Fall Creators Update e se tornará opcional para usuários.

Deixe um Comentário

Your email address will not be published.

Mais publicações