0 Compartilhamentos 12 Views

Avast publica três novas ferramentas gratuitas contra ransomware

A empresa de segurança Avast nos últimos dez dias conseguiu publicar nada menos que três novas ferramentas contra ransomware, revertendo o processo de criptografia que bloqueava arquivos das vítimas.

Com isso, sobe para dezenove o número de ferramentas gratuitas para decifrar arquivos criptografados por cibercriminosos.

A mais recente delas foi desenvolvida como uma resposta para o XData, enquanto as outras duas são para as variantes AES_NI e para o BTCWare. “A equipe de pesquisas da Avast tem trabalhado rápido para desenvolver soluções. A do XData, por exemplo, foi publicada apenas duas semanas depois que esse malware foi descoberto na metade de Maio”, revela a empresa de segurança em seu comunicado oficial.

As vítimas afetadas por ransomwares pode encontrar respostas para seus problemas na área de ferramentas do site da Avast.  A empresa oferece soluções para ataques de ransomware dos seguintes tipos:

  • AES_NI
  • Alcatraz Locker
  • Apocalypse
  • BadBlock
  • Bart
  • BTCWare
  • Crypt888
  • CryptoMix (Offline)
  • CrySiS
  • FindZip
  • Globe
  • HiddenTear
  • Jigsaw
  • Legion
  • NoobCrypt
  • Stampado
  • SZFLocker
  • TeslaCrypt
  • XData

Embora o XData não tenha se espalhado tanto, a Avast registrou tentativas de ataque sobre computadores de seus usuários principalmente na Ucrânia (93%) e Canadá (3%). Segundo Jakub Kroustek, líder da equipe do Threat Lab da Avast, um exame do código revelou que o XData é quase igual ao AES_NI, por uma razão muito simples: há fortes suspeitas de que os operadores do XData roubaram o código dos autores do AES_NI.

“Ele tem alguma semelhança com o Wannacry, já que ambos se utilizam do exploit EternalBlue. O exploit se aproveita da vulnerabilidade MS17-010 no recurso Windows File and Printer Sharing (implementação do protocolo SMB)”, explica o especialista.

As recomendações de Jakub Kroustek para os usuários estarem protegidos são as seguintes:

  1. Instale antivírus em todos os dispositivos possíveis, inclusive no seu smartphone. O antivírus bloqueará o ransomware, caso você o encontre.
  2. Atualize todo o seu software sempre que uma nova versão estiver disponível. Isso pode evitar que o ransomware explore a vulnerabilidade de um software para infectar o seu dispositivo.
  3. Seja cauteloso: fique longe de sites obscuros, tenha cuidado com o que baixar e não abra links ou anexos enviados por um remetente suspeito ou desconhecido. Muitas pessoas não pensam que um simples documento do Word ou do Excel pode conter algo malicioso, e é por isso que os cibercriminosos gostam de usá-los para seus ataques. Os anexos maliciosos, enviados sob a forma de um documento do Word ou Excel, muitas vezes solicitam que as macros sejam habilitadas, o que permite àquele documento fazer o download de malware, incluindo o ransomware.
  4. Faça periodicamente um backup dos seus dados: isso ajudará você a recuperá-los caso você se torne vítima de ransomware. Fazer o backup regularmente, com o dispositivo offline, em um disco rígido externo e não conectado à internet reduzirá consideravelmente o risco de alguém manipular seus dados pela internet.

Você pode se interessar

DICA EXTRA: Prepare seu Currículo de Programador // Vlog #53.1
Vídeos
24 visualizações
Vídeos
24 visualizações

DICA EXTRA: Prepare seu Currículo de Programador // Vlog #53.1

Gabriel Fróes - 9 de outubro de 2017

No último vídeo do canal demos algumas dicas sobre como preparar seu currículo para uma vaga de programador mas esquecemos de uma dica super importante que falaremos nesse vídeo.

Confira os principais trailers da New York Comic Con 2017
Notícias
34 visualizações
Notícias
34 visualizações

Confira os principais trailers da New York Comic Con 2017

Carlos L. A. da Silva - 9 de outubro de 2017

Festa dos quadrinhos foi palco de trailers de mega-produções do cinema e séries de TV: Liga da Justiça, The Walking Dead e novo Círculo de Fogo. Confira!

Google teria encontrado indícios de anúncios patrocinados pelo governo russo em sua plataforma
Notícias
9 visualizações
Notícias
9 visualizações

Google teria encontrado indícios de anúncios patrocinados pelo governo russo em sua plataforma

Carlos L. A. da Silva - 9 de outubro de 2017

Segundo o jornal The Washington Post, empresa teria começado sua investigação depois de casos similares no Twitter e no Facebook.

Deixe um Comentário

Your email address will not be published.

Mais publicações

Executivo da Microsoft confirma desinteresse no Windows Phone
Notícias
29 visualizações
29 visualizações

Executivo da Microsoft confirma desinteresse no Windows Phone

Carlos L. A. da Silva - 9 de outubro de 2017
Elon Musk critica Google Clips
Notícias
69 visualizações
69 visualizações

Elon Musk critica Google Clips

Carlos L. A. da Silva - 9 de outubro de 2017
Michel Temer vetou emenda que poderia censurar a internet
Notícias
26 visualizações
26 visualizações

Michel Temer vetou emenda que poderia censurar a internet

Carlos L. A. da Silva - 9 de outubro de 2017