SSD SKC100S3B de 120G da Kingston [review]

Acabamos de testar o mais novo SSD da Kingston, e já foi possível enxergar o quão próximo estamos de um mundo sem os HD’s comuns:  o dispositivo de armazenamento é menor, mais rápido e mais resistente que os discos rígidos, que geralmente consomem até mais energia e geram mais calor.

A tecnologia de armazenamento vem inovando com dispositivos como o SSD, finalmente abrindo mão de super máquinas com clocks altissimos e lentidão na memória secundária, onde a espera pela cópia de dados para a memória principal era enorme.

A nova opção se mostrou uma ótima escolha para quem pensa em ter um super desktop ou um Ultrabook.

Detalhes:

SKC100S3B de 120G da Kingston vem com um kit bastante interessante, contando com tudo que o usuário precisa para fazer seu upgrade: Cabo de dados e adaptador de alimentação Sata, caso o usuário escolha instalar em um desktop e não tenha nenhuma tomada de alimentação Sata sobrando em sua fonte e um Case (por incrível que pareça, USB 2.0) para quem escolher usá-lo como storage.
Além de dois “espelhos” metálicos para fixação, um CD contendo guia de instalação e um software de clonagem, facilitando a troca de HD sem precisar reinstalar tudo novamente no SSD.
Os acessórios parecem ser de boa qualidade e fácil manuseio.

Testes:

O primeiro teste realizado foi o de transferência de arquivo através do Sata III.
Sendo apresentado através da imagem abaixo a comparação através de um HD comum e o nosso SSD.

O segunto teste realisado foi o de transferência de arquivo no storade. Tendo sido alcançada a taxa de transferência de 74,1MB/s em leitura e de 48,8MB/s em escrita. Havendo uma carência da interface USB 3.0.

Avaliação:

Por não ser muito popular, ainda é dificil avaliar completamente um dispositivo como o SSD, porém, o que pode ser visto de cara é o fato dele ser  bastante robusto e possuir um desempenho muito superior a um HD comum. O SSD da Kingston também entra na categoria de confiança: por  ser construído sem peças móveis, ele é ideal para aplicações de maior zelo com dados, sem obrigar o usuário a abrir mão da velocidade. Essa vantagem ainda faz com que a potência de notebooks e storages seja usada ao máximo, ainda tendo comsumo de energia reduzido, menos barulho e geração de calor.

Prós:

  • Opera de forma silenciosa e produz menos calor, além de não possuir peças mecânicas móveis;
  • Resistente a impacto – Por não possuir peças mecânicas móveis, o SSD aguenta condições mais extremas;
  • Suporta S.M.A.R.T. – Tecnologia de auto-monitoramento, análise e relatório avisa ao usuário quando uma unidade está preste a falhar;
  • Garantia – 5 anos de garantia Kingston, com suporte técnico 24 horas por dia, 7 dias por semana.

Contras:

  • Case pouco ergonômico e incompatível com desempenho do produto;
  • Embalagem de papelão comum – Não suporta que seja usada para proteger e transportar o SSD;
  • Cabo USB poderia ser maior, facilitando o uso em desktops que não possuem opção de USB frontal.

Opinião:

Por se tratar de um SSD para uso empresarial, ele é uma opção confiável e bastante indicada para notebooks e ultrabooks de alto desempenho.

Porém, em termos de storage, seria um desperdício, já que seu case sacrificaria a velocidade. Mesmo assim, à primeira vista, seu preço mais alto parece compatível com toda a tecnologia existente no dispositivo: se forem comparados, os SSD’s valem o investimento, especialmente nos dias de hoje, onde a popularidade geralmente faz o valor da mercadoria cair e a evolução faz o espaço de armazenamento aumentar.

Acredito que, no futuro, nossos filhos vão olhar para o HD comum assim como olhamos hoje para os disquetes de 3,1/4.

Queremos saber sua opinião