Windows 10 terá proteção de pastas contra ransomware

A Microsoft está preocupada com a epidemia de ransomwares afetando usuários do Windows e irá reforçar a segurança com um recurso de proteção para pastas na Fall Creators Update.

A próxima grande atualização do Windows 10 terá uma funcionalidade que irá monitorar e bloquear alterações não-autorizadas em arquivos em determinadas pastas.

O objetivo é impedir a ação dos ransomwares, que criptografam os documentos dos usuários e cobram um valor em moedas virtuais para voltar a liberar o acesso. Por padrão, o Windows 10 terá essa blindagem nas pastas Documentos, Imagens, Filmes e Área de Trabalho, mas o usuário poderá configurar outras opções. O recurso já está em fase de testes na última prévia do sistema operacional disponibilizada através do Insider Preview.

Segundo a Microsoft, a funcionalidade “monitora mudanças que aplicativos fazem em arquivos de certas pastas protegidas. Se um aplicativo tentar fazer uma mudança nesses arquivos e o aplicativo está na lista negra pela funcionalidade, você receberá uma notificação sobre a tentativa. Você pode complementar as pastas protegidas com locais adicionais, e adicionar aplicativos que você permite acesso a esses arquivos”.

Resta saber como o Windows 10 irá gerenciar as permissões de alteração dessa camada de proteção, se um usuário desatento pode autorizar mudanças maliciosas em seus arquivos ou se um malware com o nível certo de privilégio poderia simplesmente burlar a autorização e prosseguir com a encriptação sem que o usuário sequer tome conhecimento. Lembrando também que outros ransomwares extremamente perigosos, como o Petya original ou sua nova versão, são capazes de rodar na inicialização, antes mesmo do sistema operacional assumir o comando da máquina.

Queremos saber sua opinião