Windows 10 S não permite que você troque o navegador padrão e nem o mecanismo de busca

O anúncio do Windows 10 S pegou muita gente de surpresa ontem, mas dois pequenos detalhes que a Microsoft não contou em sua apresentação oficial irão pegar ainda mais gente de surpresa.

A nova versão do sistema operacional não permite que se defina outro navegador padrão além do Edge e não permite tampouco que se mude o mecanismo de busca padrão do Edge, restrito ao Bing.

A estranha funcionalidade é confirmada em uma pergunta inusitada no FAQ oficial do Windows 10 S: “Há algum padrão que não posso alterar no meu computador com Windows 10 S?”. A resposta é taxativa:  “Sim, o Microsoft Edge é o navegador da Web padrão no Microsoft 10 S. Você pode baixar outro navegador que pode estar disponível na Windows Store, mas o Microsoft Edge continuará sendo padrão se, por exemplo, abrir um arquivo .htm. Além disso, o provedor de pesquisa padrão no Microsoft Edge e no Internet Explorer não pode ser alterado”.

Na prática, o Google Chrome, navegador líder da preferência dos usuários, nem mesmo possui uma versão disponível na Windows Store. Mas, na eventualidade do Google decidir marcar presença no quintal da concorrência, de nada irá adiantar o usuário baixá-lo e instalá-lo, uma vez que qualquer link em qualquer outro aplicativo exceto o próprio Chrome irá ativar automaticamente o Microsoft Edge.

Embora a Microsoft possa até justificar a decisão de restringir o navegador como forma de manter a propagada “segurança, simplicidade e performance superior” do Windows 10 S, não há nada que justifique a estratégia de impedir que o usuário escolha outro mecanismo de busca como padrão para o Edge.

Queremos saber sua opinião