Usuários favoráveis à greve geral armam boicote contra Uber e 99

A iniciativa do Prefeito de São Paulo, João Dória, de oferecer corridas de Uber e 99 de graça para funcionários públicos no dia da greve geral não agradou a todos os internautas.

Uma parcela dos usuários que é favorável à paralisação nessa sexta-feira (28) está organizando um boicote maciço aos aplicativos, à exemplo do #DeleteUber que aconteceu nos Estados Unidos recentemente.

Um evento no Facebook batizado de “Boicote Uber e 99Taxis a partir de 28 de abril” já conseguiu reunir mais de 6 mil confirmações e cerca de 2,2 mil usuários interessados na questão. De acordo com os organizadores do movimento, “O direito à greve dos trabalhadores da prefeitura deve ser respeitado. Os funcionários estão sendo pressionados a não aderir à greve e a ação da empresa contribui para a desmobilização. Como consumidores, acreditamos que não devemos apoiar empresas que colaborem para desmobilizar trabalhadores que reivindicam direitos fundamentais”.

Consumidores insatisfeitos com o posicionamento dos serviços também estão deixando comentários e avaliações negativas nas páginas dos aplicativos e nas outras redes sociais. E a aliança entre João Dória e os aplicativos de transporte privado encontrou um outro oponente de peso: os taxistas. Associações da categoria e páginas ligadas a eles estão dando instruções para que os motoristas não ativem o aplicativo do 99 no dia da greve geral.

Entretanto, as duas empresas seguem com seus planos, alheias à polêmica. Em comunicado enviado à imprensa, o Uber afirma que não irá comentar sobre a parceria com a prefeitura de São Paulo. Usuários do aplicativo que não são funcionários públicos da administração municipal também terão direito a um desconto nas corridas compartilhadas através do uberPOOL nessa sexta-feira, independente do destino.

Já a 99 comunicou que “após o contato da Prefeitura de São Paulo, que nos pediu ajuda na locomoção do seus servidores, percebemos que poderíamos ir além”. A empresa então abriu duas gratuidades em todo o Brasil, para qualquer usuário, no valor máximo de R$20. Segundo a 99, “o benefício é válido para todos os destinos. Seja para ir ao trabalho, levar alguém ao hospital ou ir para a manifestação”.

Queremos saber sua opinião