Ubuntu já está disponível na Windows Store

Meses depois de ter prometido trazer o Linux oficialmente para o Windows 10, a Microsoft finalmente liberou o Ubuntu para download na Windows Store.

O sistema operacional já pode ser baixado gratuitamente e executado dentro de uma sandbox no Windows 10 de 64bits.

A Microsoft ainda está devendo os prometidos SUSE Linux e Fedora, mas agora já é possível entender como a empresa integrou seu eterno rival com a última versão do Windows e como mudou sua estratégia desde a época em que Steve Ballmer ocupava o cargo de CEO. A ordem agora é cooperar e trabalhar lado a lado e é isso que os usuários do Ubuntu para Windows 10 irão encontrar: todas as linhas de comando e funcionalidades da plataforma rodando de forma independente após a inicialização, mas com acesso pleno aos arquivos e programas nativos do Windows.

Esse prodígio seria considerado impossível dez, quinze anos atrás, mas agora se torna realidade a partir de um ambiente virtualizado dentro do sistema da Microsoft, conhecido como Windows Subsystem for Linux (WSL). A camada de compatibilidade está implementada desde a Atualização de Aniversário para o Windows 10 e é fruto de uma parceria entre a gigante de Redmond e a Canonical, permitindo rodar nativamente ferramentas e serviços típicos de um ambiente Linux por cima da WSL.

A partir desta integração, desenvolvedores, entusiastas e estudantes poderão rodar aplicações para Windows e Linux lado a lado na mesma configuração. A novidade permite até que Ubuntu, Suse e Fedora sejam executados normalmente dentro do Windows 10 S, a versão mais restritiva do sistema operacional focada justamente no ambiente educacional, o que oferecerá uma oportunidade única de aprendizado para quem deseja aprender computação sem limitações de plataforma.

Queremos saber sua opinião