Uber é banido na Itália

Não é só no Brasil que o Uber está enfrentando a má-vontade das autoridades e a fúria dos taxistas: o serviço de motoristas privados por aplicativo acaba de ser banido na Itália.

Uma determinação da Corte de Justiça de Roma nessa sexta-feira condenou a empresa a suspender todos os seus serviços e sua publicidade no país em até 10 dias.

A alegação jurídica é que o Uber não se submete ao controle de tarifas das autoridades de transporte locais e portanto oferece preços abaixo dos praticados pelos taxistas, o que acaba gerando uma competição desleal. Os Sindicatos que representam a categoria no país comemoram a decisão. Se a empresa se recusar a cumprir o prazo determinado pela Justiça, será obrigada a pagar uma multa diária no valor de €10.000 (cerca de R$33.000).

Até o Domingo, ainda era possível encontrar o serviço funcionando normalmente nas principais regiões da Itália. Em um comunicado enviado à imprensa, o Uber afirmou que pretende recorrer da determinação da Justiça de Roma, que classificou de ultrapassada e reiterou que ela não atende aos interesses dos usuários.

A Codacons, associação de defesa dos direitos dos consumidores na Itália, ratificou o desagrado: “uma decisão que devolve a Itália para a Idade Média. Com o bloqueio de serviços por meio de aplicativo do Uber, a Itália retrocede em décadas, enquanto todos os outros países estão se movendo para a frente e se adaptando às novas ofertas de mercado”.

Queremos saber sua opinião