Twitter anuncia mudanças para reprimir o abuso

O Twitter anunciou nessa terça-feira três mudanças para que seus usuários tenham maior controle sobre aquilo que veem na plataforma e reprimir o abuso na plataforma.

As mudanças entrarão em vigor nas próximas semanas e irão focar na ação de trolls e quem prega discurso de ódio na rede social, para que os usuários comuns tenham uma experiência mais segura.

Para colocar em prática essa nova política de segurança, a empresa vai concentrar esforços para impedir a criação de novas contas abusivas, ocultar Tweets potencialmente abusivos ou de baixa qualidade e disponibilizar resultados de busca na plataforma mais seguros.

Para impedir que novas contas abusivas sejam criadas, o Twitter está tomando medidas para identificar pessoas cujas contas tenham sido suspensas permanentemente para impedir que criem novos perfis. “Isso se concentra de maneira mais efetiva em algumas das formas mais prejudiciais de comportamento, particularmente o de contas criadas apenas para assediar os outros”, revelou a empresa.

A segunda medida prevê que mensagens potencialmente abusivas ou de baixa qualidade não irão aparecer mais normalmente na linha do tempo por padrão e não ganharão evidência, mas a rede social revelou que os tuítes ainda estarão acessíveis a quem procurá-los especificamente.

Além disso, a empresa está trabalhando para que os resultados de busca na plataforma sejam mais seguros, de uma forma geral. A medida consiste em retirar desses resultados tuítes que contenham conteúdo potencialmente sensível e postagens de contas bloqueadas e silenciadas. “Embora qualquer pessoa possa encontrar esse conteúdo caso queira, ele não irá fazer parte dos resultados de busca”, avisou a rede social em seu comunicado oficial.

Queremos saber sua opinião