Trend Micro: mais de 60 milhões de ameaças móveis foram bloqueadas em 2016

Em 2016, a empresa de segurança Trend Micro agiu 65 milhões de vezes para bloquear ameaças móveis em dispositivos protegidos por suas soluções.

É um número bem alto que reflete uma preocupante tendência: no mesmo período, a empresa analisou 19,2 milhões de potenciais suspeitos na plataforma Android, um impressionante crescimento em relação às 10,7 milhões de amostras coletadas em 2015.

“O ano de 2016 trouxe maior diversidade nas ameaças para o cenário de dispositivos móveis. Mais vulnerabilidades também foram descobertas e divulgadas, permitindo que os cibercriminosos ampliassem seus vetores de ataque e ajustassem seus malwares. Globalmente, os malwares de exploits e rooting foram os mais prevalentes. Nos Estados Unidos, malwares que coletam e vazam informações sem serem percebidos, e que também executam funções como envio e recebimento de mensagens de texto, foram os mais generalizados”, explica a Trend Micro em seu alerta.

malware-mobile-2016

Crescimento de ameaças detectadas apresentou crescimento quase todo o ano e disparou na reta final de 2016.

Mas os usuários brasileiros devem ter motivo de sobra para ficarem preocupados também: o país figurou no terceiro lugar dos maiores alvos de ameaças móveis do ano passado, perdendo apenas para China (campeã absoluta) e França. Confira o gráfico:

malware-mobile-2016-country

Como sempre, valem as mesmas dicas para que os usuários protejam seus dispositivos móveis. Entretanto, desta vez foram também encontrados pela Trend Micro alguns aplicativos maliciosos em lojas legítimas: dos mais de 3,22 milhões de apps do Google Play analisados, 1,02% deles eram maliciosos.

O ano que passou foi também caracterizado por ataques contra dispositivos Apple como modo de reduzir o rigoroso controle do sistema. Um dos casos registrados foi a exploração do certificado de empresa da Apple para passar o conteúdo malicioso para dispositivos iOS não-liberados.

Segundo a Trend Micro, a plataforma móvel desempenha um papel cada vez mais vital na vida cotidiana e na produtividade das empresas. Por isso, os malwares e as vulnerabilidades farão o mesmo, considerando que os hackers estão à procura de uma fonte lucrativa de vítimas. “Os desenvolvedores de aplicativos, assim como os fabricantes de equipamentos, devem estar bem posicionados para enfatizar a privacidade e a segurança em seus produtos e aplicativos”, alerta a empresa.

“As organizações e usuários finais também devem reforçar a sua postura de segurança para atenuar essas ameaças. Os riscos servem como lembrete para tomar cuidado com lojas suspeitas de aplicativos, manter o sistema operacional do dispositivo atualizado e a adotar boas práticas de segurança. As organizações que implementaram políticas de BYOD devem encontrar um equilíbrio entre sua necessidade de mobilidade e de produtividade e a importância da privacidade e da segurança”, aconselha a Trend Micro.

Queremos saber sua opinião