Termos de Uso do Kindle demoram nove horas para serem lidos…

Não é apenas o iTunes que tem um documento de Termos de Uso que ninguém lê (mas rende uma boa história em quadrinhos): o contrato do Kindle da Amazon pode demorar nove horas para ser lido!

Mas assim mesmo um grupo de defesa dos consumidores da Austrália contratou um ator para recitar na íntegra as 146 páginas A4 impressas do documento lotado de jargões jurídicos.

O suplício foi publicado em nove partes no YouTube e, assim como ninguém leu o Termos de Uso original, ninguém vai parar nove horas para assistir a leitura do documento, por melhor que seja o ator. Mas a iniciativa da ONG australiana Choices é justamente alertar sobre os abusos cometidos pelas empresas e pelos cansativos contratos de serviços impostos aos consumidores, que podem muitas vezes conter cláusulas que ninguém conhece, são prejudiciais aos seus direitos, mas que todo mundo concorda por não saber que existem.

Se tiver fôlego, dê uma conferida no primeiro vídeo:

“Nós queremos ver um fim no ato de empresas como a Amazon turvarem as águas ao redor dos direitos dos consumidores e solicitar uma mudança legislativa que irá prevenir as empresas de se esconderem atrás desses contratos enormes e difíceis de ler”, explicou Tom Godfrey, um dos coordenadores do Choices.

Nós esperamos que o ator tenha, pelo menos, recebido um bom cachê pela façanha, com adicional de insalubridade…

Queremos saber sua opinião