Site expõe endereço, telefone e email de brasileiros

O site Telefone.Ninja está expondo endereço, telefone (fixo e celular) e até email de brasileiros a partir de uma busca do nome completo da vítima.

Apesar de ferir a privacidade dos usuários, o serviço parece se escorar na Lei Geral de Telecomunicações e em determinações da ANATEL para disponibilizar acesso fácil a dados oferecidos pelas próprias operadoras de telefonia.

O Telefone.Ninja possui um recurso de remoção do cadastro por solicitação, mas também esclarece que sua base de dados é atualizada periodicamente a partir de informações fornecidas pelas operadoras, então um pedido de remoção agora pode se reverter em um novo cadastro no futuro. A existência da página serve de alerta para a prática e o próprio site informa os telefones diretos das operadoras onde é possível fazer a exclusão definitiva.

“Como proceder para evitar que estas mesmas informações sejam publicadas nos sites, nas listas telefônicas obrigatórias e gratuitas das operadoras e nas listas comerciais divulgadas pelas editoras com base no cadastro das operadoras de telefonia fixa? Resposta: para que seus telefones sejam retirados desses veículos, você deverá entrar em contato com a sua operadora através dos telefones indicados abaixo e solicitar que seu terminal telefônico não seja divulgado publicamente”, esclarece o Telefone.Ninja. Seguem os números:

  • Brasil Telecom – 103 14
  • GVT: Cliente Retail – 0800 0522525 / Cliente Corporativo – 0800 6001000
  • Sercomtel – 103 43
  • Telefônica – 103 15
  • Telemar – 103 31

Rumores na internet divulgaram a possibilidade do Telefone.Ninja estar distribuindo malware através do domínio, mas uma análise realizada pela Kaspersky a pedido do UOL negou a existência de ameaças eletrônicas no momento: “analisamos o conteúdo do site e não vimos nenhum código malicioso sendo disseminado pelo site, nem phishing nem malware. A página tem os campos de busca, propaganda e o resultado das buscas. No link para remover dados também não há download de nada malicioso. É claro que a análise é deste momento, isso pode mudar”.

Queremos saber sua opinião