Será esse o Samsung Galaxy S8?

Muito mistério e muita expectativa cerca o Samsung Galaxy S8 e agora uma nova foto não-oficial, muito mais nítida, pode ter sido vazada na web.

Evan Blass, o notório informante da indústria dos smartphones, responsável pela maior parte dos rumores que acabam se concretizando, postou no Twitter uma possível foto do próximo carro-chefe da Samsung.

A gigante sul-coreana deverá revelar oficialmente o Samsung Galaxy S8 somente em 29 de Março, em um evento totalmente dedicado a ele em Nova York. Mas Blass conseguiu acesso a uma foto claramente promocional do novo aparelho, bem diferente da foto quase amadora vazada anteriormente. Mas a nova imagem confirma os rumores: o smartphone não apresenta botões físicos e a maior parte da superfície frontal é dedicada à tela, apresentando apenas pequenas bordas no topo e no rodapé do dispositivo.

De acordo com o site Venture Beat e outras fontes, o Samsung Galaxy S8 virá com telas de 5.8 e 6.2 polegadas QHD AMOLED, 64GB de armazenamento interno expansível via microSD, 4GB de memória e um processador Snapdragon 835 ou Samsung Exynos, dependendo do mercado. No que tange ao preço, a informação que circula é que o smartphone terá um custo de entrada maior do que o de seu antecessor, mas não se fala em valores por enquanto.

Ainda segundo os rumores, o S8 virá com uma câmera traseira de 12-megapixel f/1.7 e uma câmera de 8-megapixel f/1.7 frontal. Ao contrário de seu grande rival, o mais recente iPhone, o próximo smartphone da Samsung irá manter a entrada tradicional de fones de ouvido, além de trazer entrada para USB Type-C. Em termos de bateria, o aparelho irá com uma de 3000mAh (para o modelo de 5.8 polegadas) ou 3500mAh (na versão com 6.2 polegadas).

O Samsung Galaxy S8 deve marcar também a estreia da assistente virtual da empresa, supostamente batizada de Bixby. De acordo com as fontes consultadas, ela deverá ser capaz de executar funções mais complexas do que aquelas de seus competidores, graças à tecnologia da Viv, adquirida pela Samsung no ano passado.

Queremos saber sua opinião