Samsung Galaxy S8 é o smartphone mais frágil já produzido

Oficinas e seguradoras de produtos eletrônicos nos Estados Unidos são unânimes em afirmar: o Samsung Galaxy S8 é o smartphone mais frágil já produzido, quebrando com mais facilidade que qualquer outro lançado anteriormente.

Entretanto, as peças de reposição do aparelho são fáceis de encontrar e econômicas, então o consumidor não deve ficar tão preocupado uma vez que os consertos devem ser mais baratos do que costumavam ser.

A seguradora SquareTrade realizou testes de resistência do Samsung Galaxy S8 e ficou impressionada com os resultados. A empresa testa situações comuns do cotidiano que podem danificar dispositivos eletrônicos para calcular o valor do seguro a ser cobrado de seus clientes. Um destes testes é a costumeira queda, quando o aparelho cai das mãos do usuário. De acordo com a empresa, “o S8 é o primeiro telefone que nós testamos que rachou na primeira queda em TODOS os lados”. Confira o vídeo:

Para os especialistas, a explicação clara para esse problema é a tela “infinita” alardeada pela Samsung: sem uma borda protetora nas laterais, quase todas as quinas do aparelho são feitas de vidro. Nas palavras de Justin Carroll, proprietário de uma firma de consertos de smartphones, “independente da durabilidade, ele definitivamente vai quebrar, não há dúvidas sobre isso”.

Apesar da fragilidade da tela, segundo um levantamento realizado pelos donos de oficina, uma tela nova para o Galaxy S8 está custando em torno de US$200, cerca de U$50 a US$100 mais barato que a mesma peça para o Galaxy S7 na época do lançamento. O valor também é mais econômico que uma tela nova de US$300 do iPhone 7 e, definitivamente, mais em conta que uma substituição total do smartphone, vendido no mercado por US$750.

Queremos saber sua opinião