Registrado o primeiro acidente fatal com um carro inteligente

Aconteceu em Maio, mas só foi noticiado agora, o primeiro acidente fatal envolvendo um carro inteligente.

Joshua Brown, um motorista no estado norte-americano Flórida morreu após uma brutal colisão contra um reboque, com o sistema de piloto automático de seu Tesla Model S ativado.

As autoridades estão investigando como nem o piloto nem os sistemas inteligentes do veículo conseguiram evitar a batida. Parte do trator que estava sendo rebocado pelo outro carro atravessou o para-brisa e provocou a morte de Brown. Segunda a fabricante do carro inteligente, o conjunto do reboque e do trator cruzaram a pista perpendicularmente na frente do Tesla. A pintura branca da lateral do trator contra o céu fortemente iluminado teriam confundido os sensores do piloto automático, que não teriam respondido adequadamente.

joshua-brownJoshua Brown tinha 45 anos, era um veterano SEAL da Marinha e entusiasta da tecnologia, tendo fundado sua própria startup de produção de dispositivos eletrônicos táticos. Brown era solteiro e não tinha filhos e deixa para trás os dois pais, uma irmã, seis sobrinhos e sobrinhas e diversos tios, tias e outros parentes conforme seu obituário oficial. Brown tinha orgulho de seu veículo e o havia batizado de Tessy. Em um vídeo publicado no YouTube, antes do acidente, ele quase bate em um caminhão e aponta que o sistema automático salvara sua vida.

Em um comunicado oficial, a Tesla ressalta que “esse é a primeira fatalidade conhecida em mais de 130 milhões de milhas onde o Autopilot esteve ativado. Entre todos os veículos nos Estados Unidos, acontece uma fatalidade a cada 94 milhões de milhas. Mundialmente, há uma fatalidade aproximadamente a cada 60 milhões de milhas”. A empresa também lembrou que a funcionalidade está em fase Beta e que cada motorista é alertado que o recurso é apenas um assistente de direção e que ele deve permanecer com as mãos no volante para qualquer eventualidade.

Queremos saber sua opinião