Presidente da Netflix vem ao Brasil e diz que usuários podem se unir contra o limite de franquia de dados

Reed Hastings, presidente da Netflix, veio ao Brasil nessa terça-feira e palestrou no Hotel Unique, na Zona Sul de São Paulo, durante 45 minutos para uma plateia formada principalmente de jornalistas.

O executivo tocou no tema mais polêmico envolvendo o serviço de streaming de vídeos no país: o limite de consumo de dados que as operadoras locais querem impor em virtude dos serviços over-the-top.

Para Hastings, é uma questão dos usuários se organizarem e pressionarem as operadoras: “as empresas de telecomunicações querem ter mais receita, mas, em outros países, usuários mostraram sua frustração com as franquias e foram bem sucedidos em acabar com esses limites”. Entretanto, o presidente da Netflix se mostrou otimista com a realidade da internet no Brasil e comentou: “vemos um enorme investimento em internet no Brasil por parte das teles. Todo mundo, em qualquer país, diz que sua internet é lenta, mas ela está melhorando muito de alguns anos para cá”.

O executivo também confirmou que uma terceira série brasileira está em andamento para a grade da Netflix. Depois da sombria 3% e da anunciada, mas ainda não concluída, série sobre os bastidores da Operação Lava Jato, a ser produzida por José Padilha (da bem-sucedida franquia Tropa de Elite), a empresa vai pegar mais leve em sua nova investida.

Samantha! será uma comédia feita no Brasil sobre uma “atriz mirim que já viveu dias melhores e se casa com um jogador de futebol que passou 10 anos na prisão”, revelou Hastings. Os protagonistas querem recuperar a fama perdida e, de acordo com o presidente da Netflix, “é uma série que vai espalhar a cultura brasileira pelo mundo”. Mas por enquanto não há nem elenco confirmado nem data de estreia, mas as filmagens devem começar ainda esse ano.

Queremos saber sua opinião