Piratas podem atacar sites esportivos no Pan

Com a proximidade dos Jogos Pan-americanos, que serão realizados no Rio de Janeiro em julho, os sites que falam sobre esportes devem estar entre os mais visitados no Brasil, principalmente no horário de trabalho, quando os funcionários estarão com acesso à internet para poder se atualizar sobre os resultados e outras informações. Apesar de aparentemente inofensivo, empresas de segurança alertam para os riscos existentes: piratas virtuais devem tentar se aproveitar dessa demanda para criar páginas falsas, visando infectar os computadores que as acessam.

“Vale redobrar os cuidados com os acessos, pois fatalmente teremos páginas falsas para roubar dados pessoais do computador do usuário”, afirma Marcos Prado, gerente de desenvolvimento de canais para a América Latina da Websense, que ressalta que eventos que chamam muito a atenção do publico como este são explorados por criminosos virtuais.

O cuidado das empresas tem um fundamento: segundo a última pesquisa Web@Work América Latina da Websense, entre os cinco endereços na web mais visitados durante o horário de trabalho estão as páginas de esporte –- o Brasil é o segundo colocado em acessos, ficando atrás apenas dos funcionários chilenos.

Além da segurança, a conexão também pode se torrnar um problema, principalmente em horários de competições mais visadas pelos torcedores –- o grande acesso a páginas muito visadas pode sobrecarregar a rede e deixá-la mais lenta, prejudicando o trabalho. Como proibir o acesso pode até ser pior –- deixando os funcionários insatisfeitos e curiosos, perdendo foco no trabalho — o ideal seria determinar horários para que eles possam acessar páginas de interesse pessoal, evitando assim problemas de conexão.

Com informações de G1.