O Orkut não voltou

Na calada da madrugada, os rumores se espalharam como pólvora na web brasileira: teria o Orkut voltado das cinzas?

A resposta, é claro, é “não”. Mas a página orkut.li apareceu de repente, com um visual semelhante ao antigo Orkut e a promessa de trazer de volta os bons tempos da primeira grande rede social a explodir o Brasil.

Entretanto, basta olhar para o próprio endereço da página para constatar que não se trata de um endereço oficial para o Orkut. Além disso, uma consulta rápida ao Whois confirma que o domínio em questão foi registrado em 2006, por um certo Murillo Faga, morador de São Paulo, sem qualquer relação com o Google, detentora real da marca Orkut a nível mundial. Se nem Orkut Büyükkökten, criador da rede social a quem deu o nome, pôde continuar usando a marca e teve que criar outro nome, porque Murillo Faga conseguiria?

Outros detalhes chamam a atenção nesse falso Orkut: apesar de trazer “links” no rodapé da página, não existem informações de segurança, termos de uso, política de privacidade ou mesmo uma explicação para esse renascimento. Tão somente um formulário de login ou cadastro, com propósitos ainda não esclarecidos. Quem cria um “cadastro” sequer recebe uma mensagem de confirmação por email, padrão nesse tipo de procedimento.

Oficialmente, o Orkut foi extinto, sua última chama se apagando em Maio. Mas, o burburinho gerado nas outras redes sociais a respeito desse suposto novo Orkut comprova que o Orkut verdadeiro pode ter sumido pra sempre, mas ele continua mexendo com a cabeça dos brasileiros.

Queremos saber sua opinião