‘O líder da pirataria é o Google’

Sem papas na língua
“O líder da pirataria é o Google que transmite filmes gratuitamente, vende propaganda ao redor deles”, declarou em seu twitter o magnata das telecomunicações americano Rupert Murdoch. O  dono do segundo maior conglomerado de mídia do mundo ficou furioso quando soube que a Casa Branca pode estar recuando de seu apoio à SOPA, a nova legislação contra a pirataria.

Nem o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, foi poupado dos comentários de Murdoch: “Então Obama está jogando do lado dos seus patrocinadores do Vale do Silício, que ameaçam todos os criadores de software com pirataria, puro latrocínio”. A reação negativa teve origem na declaração do poder executivo americano de que condena uma lei que coloque em risco a liberdade de expressão.

Em resposta oficial, o Google declarou que combate a pirataria diariamente, removendo links para sites piratas e investindo milhões de dólares todos os anos para monitorar a oferta de conteúdo ilegal. Somente em 2011, cinco milhões de endereços de internet foram removidos do banco de dados do mecanismo de busca.

Murdoch não se deu por satisfeito com a resposta e voltou ao ataque: “Acabei de vir do Google procurando por Missão Impossível. Uau, inúmeros sites oferecendo links gratuitos. Caso encerrado.”

.