Notas fracas de Super Mario Run derrubam ações da Nintendo

Em uma inesperada reviravolta, o aparentemente bem-sucedido lançamento de Super Mario Run para iOS provocou na verdade a queda das ações da Nintendo na Bolsa de Valores.

O jogo recebeu uma avaliação muito baixa de uma parte significativa do público que baixou o jogo e as ações da empresa japonesa caíram mais de 11% desde o lançamento.

Um impacto ainda maior atingiu a desenvolvedora DeNa, a parceira da Nintendo responsável pela criação do jogo móvel: suas ações sofreram uma desvalorização de 14% no mesmo período. Para um título que deveria catapultar a estratégia da Nintendo nas plataformas móveis, a nota média de 2.5 de 5 na App Store afugentou os investidores. Com mais de 50 mil avaliações na loja da Apple, Super Mario Run é o título com a pior nota entre os jogos com esse volume de críticas.

Segundo analistas de mercado, o modelo de monetização do título da Nintendo não agradou os jogadores. Ao contrário de jogos free-to-play sustentados por publicidade ou microtransações, Super Mario Run traz somente um punhado de níveis iniciais gratuitos e para desbloquear o resto o consumidor precisa pagar US$9,99, uma cifra considerada baixa em outras plataformas, principalmente para um jogo da Nintendo, mas fora da realidade em dispositivos móveis.

Queremos saber sua opinião