Netflix não vai aumentar os preços no Brasil

Podem ficar tranquilos: o valor da assinatura da Netflix não vai subir tão cedo no Brasil, apesar do novo imposto que passou a incidir sobre o serviço.

Quem garante essa afirmação é ninguém menos que Reed Hastings, CEO da empresa, respondendo a perguntas de jornalistas brasileiros durante um evento na sede da Netflix, nos Estados Unidos.

“Nós vamos pagar o ISS e não será repassado aos nosso clientes. Estamos no Brasil há cinco anos e pagamos os tributos. Faremos o mesmo. Não haverá aumento na mensalidade”, prometeu o executivo. Hastings estava se referindo ao Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS) , um valor de 2% sobre a operação que foi sancionado pelo Presidente Michel Temer e que passou a valer também para serviços de streaming no Brasil, como o oferecido pela Netflix e também Spotify, Amazon e outros.

A Netflix vem investindo pesado no mercado brasileiro e Hastings chegou a vir pessoalmente no país para palestrar sobre o serviço de streaming. Na ocasião, mostrou-se preocupado com o movimento das operadoras de limitarem o consumo de banda para internet fixa, mas afirmou que acreditava que esse risco poderia ser sanado. Na semana passada, um projeto de lei que proíbe a limitação foi aprovado no Senado e agora segue para a Câmara de Deputados.

Reed Hastings recentemente também garantiu que os consumidores não precisam temer tampouco a introdução de propagandas no meio da programação da Netflix: “nossos assinantes estão felizes justamente por não termos publicidade e não há intenção de mudar esse modelo”.

 

Queremos saber sua opinião