Mundo comemora os 100 anos de Alan Turing

Estátua de Alan Turing, na Inglaterra.
Nascido em 23 de junho de 1912, o matemático britânico Alan Turing, se estivesse vivo, completaria 100 anos no último sábado.

Seu centenário está sendo celebrado pelo mundo inteiro ao longo de todo este ano.  Turing formalizou os conceitos de algoritmo e computação com uma de suas criações, a Máquina de Turing,  e por isso é considerado o ‘pai’ da computação moderna.

Ele também escreveu o que pode ser considerado o primeiro programa de xadrez para computador e dedicou-se ainda à química, à física e à biologia. Turing foi um dos primeiros a pensar na possibilidade de as máquinas se tornarem inteligentes e criou um modelo teórico para um computador universal – quando isso sequer existia.

Conhecido também por seu papel na II Guerra Mundial – sua equipe decifrou os códigos usados pela Alemanha nazista para se comunicar – o trabalho visionário de Alan influenciaram os criadores das tecnologias modernas, como iPads, smartphones e até mesmo redes sociais. O “Alan Turing Year”, celebrado na Inglaterra, conta com eventos praticamente todos os dias nos mais diversos lugares, e também com uma organização, o Turing Centenary Advisory Committee.

No site do centenário de Turing (http://www.mathcomp.leeds.ac.uk/turing2012/) é possível ver uma lista de conferências, exposições, debates, competições, concursos, projetos e demais atividades, que incluem música, literatura e vídeo, além de assinaturas de uma petição em favor do perdão póstumo de Turing (Alan era homossexual e recebeu um tratamento cruel pelo governo inglês) até uma tentativa de ilustrar a próxima série de notas de 10 libras com seu rosto.

.