Microsoft usa Inteligência Artificial para tratamento do câncer no Brasil

A Microsoft anunciou uma parceria com o Grupo Oncoclínicas em um projeto que vai utilizar Inteligência Artificial para promover avanços no tratamento do câncer.

O objetivo é tornar os planos de combate à doença mais efetivos, através do uso de recursos de aprendizado de máquina tanto para a frente de radioterapia quanto na de quimioterapia.

As informações geradas a partir dos algoritmos serão utilizadas para apoiar médicos na decisão sobre o melhor tratamento para o paciente, oferecendo mais recursos para que eles possam tomar decisões. “Há um volume cada vez maior de informações disponíveis e com a Inteligência Artificial é possível utilizá-lo para empoderar médicos e instituições de saúde a avançarem nos tratamentos que oferecem a pacientes com câncer”, declarou Milton Larsen Burgese, Diretor de Setor Público na Microsoft Brasil no anúncio da iniciativa.

Em termos de radioterapia, a utilização da Inteligência Artificial Microsoft possibilitará  delinear estruturas de órgãos adjacentes ao tumor ou consideradas de risco de maneira muito mais rápida. Desta forma, o programa passa a oferecer uma série de informações para que o especialista possa estabelecer um planejamento do tratamento da área a ser irradiada, reduzindo uma avaliação que poderia levar horas para um procedimento que pode ser executado em alguns minutos, com alguns cliques.

Já no campo da quimioterapia, a parceria entre Microsoft e Oncoclínicas conta ainda com reforço acadêmico do Centro de Estudos Sociedade e Tecnologia (CEST) da Universidade de São Paulo (USP). A entidade, que recebe apoio financeiro da Microsoft, terá o papel de agregar pesquisadores que trabalharão no desenvolvimento de um algoritmo capaz de indicar o tratamento mais adequado com base na verificação de uma série de variáveis que podem ter influência direta no tipo de droga receitada para o paciente e também na quantidade de sessões que ele terá de fazer.

Para Luis Natel, CEO do Grupo Oncoclínicas,  “o contrato de colaboração mútua entre Grupo Oncoclínicas e  Microsoft é mais um exemplo dos esforços que temos empreendido para trazer ao Brasil as mais avançadas tecnologias e as melhores práticas assistenciais do mundo no combate à doença”. E completa: “atuaremos lado a lado na geração de conhecimento e alimentação da base de informações do sistema, compondo assim um banco de dados apurado e preciso”.

Queremos saber sua opinião