Microsoft segue investindo em armazenamento de dados em DNA

A Microsoft continua investindo em armazenamento de dados em DNA e anunciou a compra de mais 10 milhões de sequências sintéticas para suas pesquisas por um valor não revelado.

Além da grande capacidade de armazenamento dinofmrações das moléculas, sua durabilidade também impressiona: um estudo recente concluiu que os dados podem permanecer intactos por até 2000 anos no meio.

A Twist Bioscience é a empresa que está sintetizando sequências de DNA para comercialização e será a fornecedora da Microsoft. Esse é o segundo lote de dez milhões de sequências vendido para a Microsoft, o primeiro tendo sido enviado em Abril do ano passado. Na ocasião, pesquisadores da empresa e da Universidade de Washington conseguiram armazenar 200 MB em um espaço microscópico, mas desde então a tecnologia avançou para se obter uma densidade ainda maior.

Para a doutora Emily M. Leproust, CEO da Twist Bioscience, “nós assumimos o desafio de ampliar maciçamente a escala de síntese de DNA para acelerar a adoção do DNA como um substituto lógico para as tecnologias atuais de armazenamento legadas eletrônicas e magnéticas. Nós estamos empolgados em continuar nosso trabalho com os pesquisadores da Microsoft e da Universidade de Washington para impulsionar essa tecnologia adiante”.

Segundo Karin Strauss, pesquisadora sênior da Microsoft e uma das líderes do projeto na empresa, “a demanda por armazenamento de dados vem crescendo a uma velocidade vertiginosa. Organizações e consumidores que necessitam preservar grande quantidade de dados – informações médicas ou gravações de vídeo pessoais, por exemplo – irão se beneficiar de uma solução de armazenamento de longa duração. Nós acreditamos que o DNA pode fornecer essa resposta”.

 

Queremos saber sua opinião