Microsoft lança campanhas #EuPossoProgramarParaMeninas e #MakeWhatsNext

A Microsoft Brasil está lançando a campanha Eu Posso Programar para Meninas, que começa a convocar pelas redes sociais garotas que queiram aprender a linguagem de códigos de uma maneira lúdica e divertida.

Além disso, a empresa também está iniciando a segunda edição da campanha, #MakeWhatsNext, que busca ajudar a alertar para os números pouco significativos de mulheres nas áreas de STEM (Science, Technology, Engeneering, Math).

De acordo com o comunicado oficial, “#EuPossoProgramar é parte da transformação digital que a Microsoft impulsiona no Brasil e no mundo, onde a Ciência da Computação é colocada como a base essencial para a geração de conhecimentos e competências digitais nos jovens. A empresa assume um compromisso de colaborar para que os alunos tenham acesso à aprendizagem e lógica de computação, especialmente em comunidades desfavorecidas, onde por meio de parcerias com educadores e escolas consegue alcançar a população”.

“Um dos objetivos da campanha é proporcionar um conhecimento técnico para meninas e jovens mulheres, dando-lhes uma base para se tornarem desenvolvedoras de soluções aplicáveis em diferentes contextos, tanto de negócios quanto sociais”, afirma Alessandra Del Debbio, vice-presidente jurídica e de assuntos corporativos, da Microsoft Brasil.

O problema da carência de participação feminina nas áreas de STEM começa cedo e se agrava a longo prazo. Segundo dados do Fórum Econômico Mundial, apenas 16% das estudantes ao redor do mundo se formam nesses cursos. A outra campanha da Microsoft, a #MakeWhatsNext trabalha em cima dessa questão.

Um vídeo da campanha foi elaborado para mostrar algumas mulheres que deixaram a marca no mundo com seu trabalho, como Marie Curie, primeira ganhadora do Nobel. “Ela e outras mulheres brilhantes tem seus feitos reconhecidos e podem servir de inspiração para garotas que sonham com ciência”, celebra a Microsoft.

Além disso, junto ao LinkedIn, a Microsoft também vai disponibilizar uma nova plataforma chamada The Career Explorer, que pode ajudar jovens meninas a descobrirem carreiras a serem seguidas dentro das áreas STEM.

Queremos saber sua opinião