Loja digital da Microsoft passa a oferecer reembolso para jogos e aplicativos

A Microsoft Store, loja virtual da Microsoft para Windows 10 e Xbox One, adotou um sistema de reembolso automático para aplicativos e jogos.

Se o consumidor não ficar satisfeito com a qualidade de um produto digital adquirido, poderá solicitar um ressarcimento automatizado sem precisar acionar um operador humano de atendimento.

A novidade ainda está em fase de testes e tem suas limitações, é claro. O jogo ou aplicativo devolvido tem uma janela de tempo de 14 dias após a compra para estar sujeito a reembolso e, no caso de jogos, o consumidor deve ter menos de 2 horas de uso. São regras bastante semelhantes às adotadas pelo Steam ou pelo Origin e certamente estimulam a compra por impulso, ao mesmo tempo que evitam futuras complicações jurídicas em determinados mercados, como já aconteceu com essas lojas.

Vale ressaltar também que DLCs, Season Pass e expansões de jogos não são elegíveis para ressarcimento, assim como alguns aplicativos que não foram especificados. O sistema também obriga o usuário a baixar e executar pelo menos uma vez o jogo ou aplicativo que deseja solicitar reembolso e a Microsoft se reservou o direito de “bloquear o acesso de usuários que abusarem do reembolso autônomo”.

xbox-store

“Você falou; nós escutamos”, alardeia a Microsoft em seu comunicado oficial. “No sentido de oferecer aos jogadores a liberdade da escolha, nós estamos fazendo mudanças para a experiência de compras na Microsoft Store oferecendo aos consumidores uma forma simples de ser reembolsado instantaneamente de produtos digitais como jogos e aplicativos”.

O procedimento é realmente bastante simples: o usuário só precisa se logar em sua conta em account.microsoft.com,  ir na opção Pagamento e Cobrança | Histórico de compras e clicar na função de solicitação de reembolso.

Queremos saber sua opinião