Lançamento de Assassin’s Creed: Unity é alvo de críticas e piadas na Internet

Assassin’s Creed: Unity tinha tudo para ser o grande lançamento do ano da Ubisoft depois de muita badalação e a oportunidade de ser o primeiro jogo da franquia voltado para a geração atual de consoles. Mas não foi bem o que aconteceu ontem.

Inicialmente, a produtora Ubisoft segurou a publicação de críticas e análises do jogo até várias horas após o lançamento. A prática do embargo não é vista com bons olhos pelo público ou pelos jornalistas e, geralmente, é um prenúncio de uma recepção ruim. Não deu outra: quando os textos começaram a aparecer, o novo jogo não conseguiu boas notas e, no momento, amarga uma nota de 76 para Xbox One no agregador Metacritic, a mais baixa de um título da série principal.

Ac-unity-bug-03

Um dos elementos polêmicos presentes no jogo são as microtransações onde é possível pagar com dinheiro de verdade para se conseguir habilidades que só seriam desbloqueadas com muito esforço do jogador. Segundo alguns jornalistas, o controverso sistema nem mesmo estava presente nas cópias de avaliação.

Mas o principal problema apontado em Assassin’s Creed: Unity tem sido mesmo a performance. Apesar da Ubisoft ter alertado antes que o jogo rodaria apenas com 30fps e resolução abaixo da FullHD nos novos consoles, nem mesmo essa limitação tem permitido que as aventuras do assassino Arno rodem de forma fluida, apresentando travamentos e queda de frames tanto no Xbox One quanto no PlayStation 4.

Ac-unity-bug-02

No PC, ainda que  a empresa tenha elevado e muito os requisitos mínimos necessários para executar Assassin’s Creed: Unity, os problemas de performance e bugs também estão presentes. Em algumas configurações, acima do anunciado, o jogo nem mesmo roda.

Ac-unity-bug

A Internet foi rápida mais uma vez e o jogo já virou alvo de piadas em vídeos que compilam seus bugs:

Queremos saber sua opinião