João Dória não gostou de comercial da Amazon

O Prefeito da cidade de São Paulo, João Dória, não gostou nem um pouco do primeiro comercial da Amazon focado no mercado brasileiro e chamou a empresa de “oportunista”.

A gigante multinacional usou a imagem da cidade para promover o Kindle e fez uma menção à campanha polêmica de Dória para pintar os muros e prédios de cinzas, apagando grafites e pichações.

Usando projetores de imagens, o comercial preenche as áreas pintadas de cinzas com trechos de poemas e livros de autores nacionais. Batizada de “Movidos por Histórias”, a campanha usa como tema a frase: “Pintaram os muros de cinza? A gente cobriu o cinza de histórias”. A Amazon investiu pesado em canais de divulgação, redes sociais e espaço publicitário em diversos sites e portais nacionais. Confira a propaganda abaixo:

O que deveria servir como um marco inicial para Amazon em seu primeiro anúncio criado para o público brasileiro acabou repercutindo muito mal. Não apenas o volume de votos negativos é 15 vezes maior do que as curtidas no YouTube, o próprio prefeito de São Paulo rejeitou o resultado.

Em sua página pessoal no Facebook, João Dória criticou duramente a escolha da campanha e afirmou que a empresa teria feito muito melhor se doasse “livros para as bibliotecas, computadores e tablets para nossas escolas municipais” E completou: “existem várias formas da Amazon ter uma postura cidadã autêntica e não oportunista”. Confira o vídeo:

O que já tinha tudo para se transformar em um desastre de marketing virou uma oportunidade… para a concorrência. A Kabum se ofereceu publicamente para doar tablets e computadores para escolas da rede municipal de São Paulo e João Dória agradeceu a oferta:

kabum

Queremos saber sua opinião