iOS 10.3 traz novo sistema de arquivos

A Apple começou a distribuir ontem a atualização para iOS 10.3 que traz um novo sistema de arquivos para suas plataformas móveis pela primeira vez.

O Apple File System (APFS) foi projetado especificamente para aproveitar todas as vantagens de armazenamento de dispositivos móveis e preparar o caminho para aplicativos de 64bits.

Desde a introdução do iOS, iPads e iPhones vinham utilizando o arcaico Hierarchical File System (HFS). O sistema já tem 31 anos de idade, foi criado em uma época em que disquetes e HDs eram a tônica e não é tão eficiente quanto poderia ser em uma era dominada por armazenamento flash e SSDs. Para resolver esse abismo de funcionalidades, a Apple anunciou o APFS no ano passado, que chega agora para seus dispositivos iOS.

Além de ser mais ágil e adequado para as plataformas móveis, o APFS também já conta com recursos de criptografia nativos e suporte a snapshots de instalação, o que deve tornar tanto a segurança quanto a capacidade de backup e restauração mais fácil em um futuro próximo. Com baixa latência, o novo sistema de arquivos também permite atividades de leitura e escrita mais rápidos.

Mas a maioria dos usuários não irá perceber a evolução depois da atualização. A diferença mais nítida por enquanto é que pode parecer que houve um aumento na capacidade de armazenamento das unidades, ainda que isso seja apenas um reflexo da mudança na forma como são contabilizados os arquivos.

Entretanto, analistas apontam que o APFS é um passo certo e que o HFS, mesmo com suas atualizações nos últimos anos, não poderia mais acompanhar a evolução dos dispositivos móveis. Com o novo sistema de arquivos, a Apple está preparando o terreno para uma migração maciça para a adoção do 64bits como padrão de aplicativos, a exemplo do que já aconteceu na plataforma Windows. Especula-se que o iOS 11 já possa vir seguindo esses novos parâmetros.

Queremos saber sua opinião