Inteligência Artificial volta a “infernizar” jogadores de Go

Por vários dias, os melhores jogadores de Go do mundo foram vencidos online por um adversário misterioso e implacável, autodenominado Master(P) ou Magister(P).

Um dos jogadores derrotados chegou a oferecer o equivalente a quase 15 mil dólares para aquele que fosse capaz de vencer o enigmático rival, enquanto especulações e rumores apontavam que ele não poderia ser humano.

Depois de sessenta vitórias consecutivas, sem uma única derrota no currículo, veio a confirmação: os melhores jogadores do mundo enfrentaram AlphaGo, uma versão aperfeiçoada da Inteligência Artificial DeepMind que já havia humilhado o campeão do mundo no jogo de tabuleiro. A revelação foi feita por Demis Hassabis, fundador do projeto: “nos últimos dias nós estivemos jokgando algumas partidas não-oficiais online com controles rápidos… para conferir se está tudo funcionando corretamente como esperávamos”, escreveu o desenvolvedor.

Hassabis agradeceu a quem participou das disputas e garantiu que as partidas secretas estão encerradas. Mas isso não significa o fim da carreira de AlphaGo, para desespero dos meros jogadores humanos. O pai da Inteligência Artificial avisou que está “aguardando para jogar algumas partidas oficiais, completas mais tarde esse ano em colaboração com organizações de Go e especialistas”. A meta do cientista agora é “explorar além os mistérios profundos do jogo nesse espírito de esclarecimento mútuo”.

Queremos saber sua opinião