Intel vende maior parte da McAfee

A Intel anunciou hoje a venda da maior parte da sua divisão Intel Security, antiga McAfee, para um grupo de investimento chamado TPG.

A TPG passa então a controlar 51% das ações da empresa, enquanto a Intel manteve a posse do restante.

Rumores vinham circulando há meses, de que a Intel estava planejando se desfazer do que agora é considerado um elefante branco. A fabricante de processadores e outros componentes de hardware adquiriu a McAfee por US$ 7,7 bilhões em dinheiro em 2010, às véspera do declínio de popularidade dos antivírus e a ascensão dos serviços de nuvem. Embora analistas tenham apontado uma desvalorização maciça do mercado, a Intel conseguiu vender o controle de praticamente metade da antiga McAfee por US$ 3,1 bilhões, também em dinheiro.

Recentemente, ninguém menos que John McAfee, fundador da empresa de segurança a quem deu o próprio nome, abriu um processo contra a Intel pelo direito de voltar a utilizar seu sobrenome para batizar outra empresa. O polêmico empreendedor alega que uma cláusula no contrato de venda o estaria impedindo, apesar da própria Intel ter abandonado o nome em 2014, renomeando a empresa para Intel Security.

Em carta endereçada aos funcionários, a Intel reafirmou seu compromisso com a Intel Security e com seus projetos e que a venda do controle para a TPG servirá para dinamizar resultados e acelerar o desenvolvimento. Chris Young, atual gerente geral da Intel Security, assumirá o comando integral da nova empresa assim que for consolidada a venda.

Queremos saber sua opinião