Índia quer desconto no Windows depois do WannaCry

A portas fechadas, a Índia pode estar bem perto de conseguir um desconto maciço para o Windows 10 em todo o país depois dos ataques do WannaCry e do Petya/NotPetya.

Autoridades indianas e representantes da Microsoft estão em negociações desde Maio, na expectativa que a empresa ceda e ofereça um preço menor para usuários que desejarem migrar para o Windows 10 no país.

Quem está à frente do pedido é Gulshan Rai, coordenador de segurança digital da Índia, que informou à agência de notícias Reuters que a Microsoft teria concordado com o desconto, “a princípio”. Nenhum porta-voz da empresa norte-americana se pronunciou oficialmente sobre o assunto, mas Rai garante que “será uma oferta única de atualização para o Windows 10 e será um preço com desconto para todo o país”.

Atualmente, não são apenas os mais de 50 milhões de usuários domésticos na Índia que estão suscetíveis a ataques eletrônicos com versões desatualizadas ou mesmo desprotegidas do sistema operacional da Microsoft. Segundo Rai, cerca de 200 mil dos mais de 240 mil caixas eletrônicos no país ainda estão rodando o Windows XP e uma atualização em larga escala seria emergencial.

O coordenador de segurança digital da Índia é o primeiro a ocupar o cargo recém-criado, foi escolhido pessoalmente pelo Primeiro-Ministro Narendra Modi e parece disposto a trabalhar. Para isso, precisa vencer a resistência da Microsoft: uma oferta de desconto a nível nacional poderia abrir um precedente para que outros países em situações similares solicitassem os mesmos benefícios.

Queremos saber sua opinião