Hillary Clinton critica as notícias falsas depois de crime em Washington

A ex-candidata à presidência dos Estados Unidos Hillary Clinton teceu duras críticas ao poder das notícias falsas espalhadas pela web durante uma aparição na tribuna do Senado norte-americano.

Sua fala foi uma resposta a um incidente acontecido no país onde um homem armado, motivado por teorias de conspiração de direita, quase provocou uma tragédia em uma pizzaria em Washington.

“Agora está claro que essas chamadas notícias falsas podem ter consequências na vida real. Isso não é sobre política ou partidarismo. Vidas estão em risco. As vidas de pessoas comuns que só estão tentando viver seus dias para fazer seu trabalho, contribuir com as suas comunidades”, declarou a ex-Secretária de Estado. Ela cobrou uma posição firme dos congressistas e das empresas de tecnologia para conter o que chamou de epidemia.

As notícias falsas estão no centro de uma ampla discussão sobre o poder da mídia e das redes sociais na sociedade. O ponto culminante foi o crime batizado de “pizzagate”, em que um homem armado com um rifle invadiu uma pizzaria e realizou diversos disparos, felizmente sem ferir ninguém. O atirador tinha acreditado em uma série de postagens que afirmavam haver uma ligação entre a rede de pizzaria, Hillary Clinton e um sistema de tráfico de crianças e pedofilia.

O caso levou Donald Trump a demitir Mike Flynn Jr., filho do conselheiro de Segurança Nacional do presidente eleito e até então integrante da comissão de segurança do novo governo. Flynn Jr. teria sido um dos responsáveis por disseminar nas redes sociais a falsa acusação contra a campanha da candidata Democrata e a cadeia de lanchonetes.

Para Hillary, “o Vale do Silício está começando a lutar com o desafio e a ameaça das notícias falsas. É imperativo que líderes do setor privado e do setor público se apresentarem para proteger a nossa democracia e vidas inocentes”.

Queremos saber sua opinião