Governo americano ordena o retorno imediato de todos os Samsung Galaxy Note 7

A Samsung tentou fazer um recall sem envolver as autoridades, mas não teve jeito: o governo americano acabou de ordenar a troca imediata de todos os smartphones Galaxy Note 7.

A determinação da Consumer Product Safety Commission (CPSC) vem atender a um apelo da própria Samsung: até o momento, menos de 13% dos aparelhos haviam sido trocados espontaneamente.

De acordo com a CPSC, “consumidores devem cessar imediatamente o uso e desligar os dispositivos Galaxy Note 7” e devolver os aparelhos para os pontos de venda onde eles foram adquiridos para solicitar uma troca. A Samsung se comprometeu a substituir todos os smartphones a partir de 21 de Setembro, quando as lojas serão abastecidos com uma versão segura do modelo, sem risco de explosão de bateria.

A empresa sul-coreana chegou a ser criticada anteriormente por associações de consumidores nos Estados Unidos por não ter envolvido a CPSC no anúncio do recall. Sem a intervenção do órgão federal, lojistas e fornecedores não tinham nenhum impedimento legal de seguir vendendo o Galaxy Note 7, apesar da iniciativa da Samsung e do perigo para os compradores.

Antes do recall, a Samsung havia registrado 35 incidentes com a bateria do dispositivo em todo mundo. Após o recall, foram registrados mais 92 casos, somente nos Estados Unidos, incluindo 26 incidentes envolvendo ferimentos (como o da criança nova-iorquina com queimaduras leves) e 55 relatos de danos a propriedade (incluindo o carro que pegou fogo em virtude da explosão do smartphone). De acordo com a Samsung, de um milhão de aparelhos vendidos nos Estados Unidos, apenas 130 mil foram trocados após o alerta.

Dados de uma empresa de análise estatística norte-americana comprovaram as alegações da Samsung e aquilo que muitos já desconfiavam: a taxa de uso do Galaxy Note 7 apresentou uma alteração mínima desde que foi emitido o recall. Em outras palavras, a maioria dos usuários ignorou o problema.

A Samsung se comprometeu a forçar uma atualização de software que deve salvaguardar a bateria de sobrecargas e também anunciou que irá investir em publicidade para alertar os consumidores da necessidade da troca.

Queremos saber sua opinião