Google paga US$3.5 bilhões de dólares para ser o mecanismo de busca padrão de aparelhos Samsung

Segundo um site coreano de investimentos, o Google acabou de renovar seu contrato de uso com a Samsung, pelo qual irá pagar a módica quantia de US$3.5 bilhões de dólares para ser o mecanismo de busca padrão de aparelhos fabricados por ela.

Embora, aparentemente, Samsung e Google sejam concorrentes no mercado de dispositivos Android, esse tipo de pagamento é prática comum na indústria mesmo entre empresas claramente rivais.

É o caso, por exemplo, da Apple. Ainda que o iOS seja o único oponente à altura da expansão do Android, o Google paga US$ 3 bilhões para continuar na posição de mecanismo de busca padrão dos iPhones e iPads. Para o Google, trata-se de uma estratégia para colocar seu buscador, e os anúncios acoplados a ele, presente instantaneamente na maior quantidade possível de usuários, independente de plataforma ou dispositivos. Durante anos, a Fundação Mozilla foi sustentada por esse modelo de negócios, ao negociar o mecanismo de busca principal do Firefox.

Não é de estranhar, portanto, os esforços do Google para catapultar sua própria linha de smartphones, ainda que hardware não seja o foco principal do conglomerado Alphabet. Nesse cenário, rRestam perguntas que não querem se calar: se o Google interromper o seu apadrinhamento subitamente, que mecanismos de buscas Samsung ou Apple colocarão como padrão em seus dispositivos? Os usuários aceitarão essa mudança?

Queremos saber sua opinião