Google e Microsoft na luta contra o Flame

Inimigo comum une Google e Microsoft
Tanto a Microsoft quanto o Google estão extremamente preocupados com o avanço do Flame e de outros vírus criados ilegalmente por governos. A partir desta semana, o Gmail irá alertar seus usuários quando suspeitar que suas contas podem ter sido vítimas de invasão. Mas a nova ameaça é capaz até de imitar o Windows Update para infectar novas máquinas.

A mensagem do Gmail irá aparecer em uma barra rosada na parte de cima da interface com a mensagem: “Aviso: nós acreditamos que atacantes patrocinados por um Estado podem estar tentando comprometer sua conta ou seu computador”. O Google não revela como será capaz de identificar um ataque de ciberguerra, mas avisa que seu sistema de monitoramento e análise de dados pode perceber o envolvimento de governos em uma tentativa de invasão.

Foi descoberto agora que um dos componentes do Flame tem a capacidade de iludir máquinas que estejam na mesma rede do computador infectado a aceitarem uma falsa atualização do Windows Update. Isso é possível através do uso de um certificado de autenticação vazado da Microsoft que faz parte do código do vírus. A empresa já publicou uma atualização esta semana que revoga os direitos do certificado comprometido, mas muitos computadores ainda se encontram vulneráveis. A Microsoft também se comprometeu a reforçar a segurança do Windows Update em um futuro próximo.

.