Google Chrome pode ganhar bloqueador de anúncio embutido

Um dos maiores gigantes da publicidade online está trabalhando em um bloqueador de anúncios para o navegador mais usado no mundo? O Wall Street Journal garante que sim.

De acordo com a publicação, fontes próximas ao Google apontam que a empresa está se preparando para embutir um bloqueador de publicidade ativado por padrão no Chrome em uma futura versão do navegador.

A notícia é uma reviravolta surpreendente que teoricamente poderia impactar de forma pesada a maior fonte de renda do Google e mudar a face da indústria de publicidade digital. Mas uma análise mais detalhada do rumor indica que, na verdade, é a melhor resposta possível do Google para uma realidade que os usuários já conhecem: a qualidade dos anúncios na web decaiu muito e a experiência se tornou intrusiva nos últimos anos.

Segundo as fontes do Wall Street Journal, o bloqueador nativo do Chrome iria filtrar somente os anúncios que não se adequam aos padrões de qualidade exigidos pelo Google. Em outras palavras, a solução deixaria passar os anúncios das redes controladas pelo próprio Google e barraria redes rivais com critérios questionáveis de rastreamento, performance e experiência de uso.

Mas a decisão não caberia diretamente ao Google, seria adotado o padrão de compromisso do Coalition for Better Ads, uma organização de anunciantes dedicada a melhorar o cenário da publicidade digital, da qual o Google faz parte. A meta, é claro, é eliminar o intermediário, os atuais fabricantes de bloqueadores de anúncio que cobram uma taxa para que redes “parceiras” apareçam em suas listas de permissão com anúncios de qualidade.

Com quase metade do mercado de navegadores, o Google poderia desferir um pesado golpe contra a indústria dos bloqueadores, assegurar uma melhora de experiência para os usuários, e, quem sabe, colocar um fim a essa batalha dos bloqueadores.

Queremos saber sua opinião