Google afirma que é mais fácil usuário ser atingido por raio duas vezes do que ser infectado por ransomware no Android

Segundo uma postagem publicada no blog do Google, os usuários não devem ter medo de ransomware no Android: seria mais fácil ser atingido por um raio duas vezes do que ser infectado por uma destas ameaças.

A garantia do Google estaria em mecanismos de proteção embutidos na plataforma para mitigar esse tipo de ameaça, embora versões mais antigas do sistema móvel possam estar mais vulneráveis.

Pode parecer uma bravata, mas os números por enquanto estão do lado do Google: “desde 2015, menos de 0.00001 por cento das instalações vindas do Google Play, e menos de  0.01 por cento das instalações de outras fontes, foram categorizadas como ransomware“. Ainda assim, a opinião dos especialistas é de que o crime eletrônico está tentando se expandir para as plataformas móveis e há um forte interesse na propagação desse tipo de ameaça no ambiente Android no futuro próximo.

Jason Woloz, Gerente de Segurança do Android, garante que existem recursos nativos do ambiente focados em impedir a propagação e limitar o comportamento de malwares. Um desses recursos é o sandboxing de aplicativos, um dos mais antigos pilares do sistema móvel, que faz com que cada executável rode isolado dos outros e sem acesso aos recursos do sistema ou dados dos usuários. Não por acaso, a maior parte dos aplicativos solicita permissões de acesso ao ser instalado e o usuário deve estar atento. Ainda assim, partes vitais do sistema continuam isoladas, em tese.

Quanto mais recente a versão do Android, mais mecanismos de proteção fazem parte do sistema. De acordo com Woloz, o próprio usuário também pode tomar certos cuidados para evitar dores de cabeça:

 

  1. Baixe aplicativos apenas de uma fonte confiável, como o Google Play.
  2. Certifique-se de que a verificação de aplicativos está ativada.
  3. Instale atualizações de segurança e sempre certifique-se de que seu dispositivo está atualizado com a última versão para conseguir a melhor proteção de segurança.
  4. Faça um backup do seu dispositivo.
  5. Seja cauteloso. Tire um momento para ler as análises e outras informações sobre um aplicativo antes de instalá-lo, para ter certeza de que esse é o aplicativo que você está procurando.

 

 

Queremos saber sua opinião