Google abre Android para aplicativos competidores na Rússia

Após uma longa batalha judicial, o Google cedeu e vai abrir o Android na Rússia para que aplicativos e serviços locais possam ser instalados de fábrica por operadoras.

A empresa norte-americana foi acusada pelas autoridades russas de praticar monopólio na plataforma Android, ao tornar obrigatório o uso de seu mecanismo de busca e outros aplicativos.

O Google concordou com as exigências do processo e será também obrigado a pagar uma multa no valor de US$7.8 milhões para continuar distribuindo o sistema operacional Android para as operadoras e fabricantes de hardware locais. Fica determinado que outros serviços e aplicativos podem ser instalados na plataforma e substituírem as opções padrão adotadas como a Google Play ou o mecanismo de busca, vinculados ao sistema operacional em todo o mundo.

Segundo o Serviço Federal Anti-Monopólio do governo da Rússia, a empresa de tecnologia abusou de sua posição no mercado para sufocar a concorrência, uma acusação similar sofrida pela Microsoft no início do século, quando vinculou o Internet Explorer ao Windows. A derrota do Google agora representa uma vitória clara para o emergente mercado de software da Rússia, principalmente para o gigante local de buscas Yandex.

Para Arkady Volozh, CEO e fundador do Yandex, o momento de revés do Google é “um importante dia para os consumidores russos”. E completou: “competição gera inovação. É nosso desejo participar em um mercado onde os usuários podem escolher os melhores serviços disponíveis”.

Queremos saber sua opinião