Galaxy Note 7 explode e fere criança nos Estados Unidos

Depois do relato de um carro que pegou fogo em virtude da explosão da bateria de um Galaxy Note 7, o jornal New York Post noticiou que outro aparelho causou ferimentos em uma criança nos Estados Unidos.

De acordo com a reportagem, um menino de seis anos residente no Brooklyn, cidade de Nova York, sofreu queimaduras nas mãos e partes do corpo, mas não apresentará sequelas.

O incidente aconteceu no Sábado à noite, enquanto o garoto assistia vídeos no Galaxy Note 7. Segundo a avó do garoto, a explosão chegou a acionar os alarmes de incêndio do apartamento em que viviam. Depois de acionarem a emergência, a criança foi levada ao hospital e liberada logo em seguida. Ainda segundo a avó, o menino chora muito e se recusa a se aproximar de outros de smartphones.

A Samsung emitiu um comunicado oficial sobre o ocorrido: “nós levamos cada relato muito à sério e entramos em contato com a família Lewis para aprender mais a respeito da sua situação. Na medida em que estamos atualmente investigando o caso, nós não podemos comentamos além disso no momento”.

Depois de 35 relatos anteriores de explosão, a empresa sul-coreana suspendeu as vendas e emitiu um recall das unidades comercializadas do Galaxy Note 7. A estimativa de analistas é que haja um prejuízo de um bilhão de dólares em decorrência do defeito de fábrica que pode levar a bateria do dispositivo a explodir espontaneamente durante o carregamento. Mas a maior perda da Samsung pode ser a confiança dos usuários e a percepção de segurança de seus produtos e incidentes como esse tem todos os motivos para deixar os usuários assustados.

Queremos saber sua opinião