Firefox 52 traz novas funcionalidades ao navegador

Ainda não foi desta vez que o Flash morreu no Firefox mas foi por pouco: a versão 52 do navegador lançada essa semana traz uma série de novas funcionalidades e remove outras ultrapassadas.

Entre as grandes novidades estão o suporte a WebAssembly, uma evolução do sistema de alerta de segurança para logins em páginas HTTP e o fim do suporte a plugins do tipo NPAPI, ainda que o Flash tenha sido mantido.

A arquitetura NPAPI vem do tempo do Netscape foi pioneira ao permitir que navegadores pudessem exibir conteúdo audiovisual e até aplicações inteiras encapsuladas, mas o modelo se tornou um perigoso vetor de instalação de malwares com sua estrutura ultrapassada. Com o fim do suporte no Firefox 52, deixam de funcionar o plugin do Java e do Silverlight, além de outros menos famosos. Estranhamente, a Mozilla decidiu adiar mais uma vez a aposentadoria do Flash Player.

O Firefox chega atrasado, com o Google Chrome tendo removido o suporte aos plugins NPAPI em Abril do ano passado e com a própria Microsoft sequer inserindo o suporte no navegador Edge, oficialmente lançado em Julho de 2016. Entretanto, todos os navegadores seguem mantendo o Flash funcionando, como a única exceção à nova política de segurança. O objetivo desse adiamento é permitir que desenvolvedores e usuários possam se adaptar à extinção do plugin.

E é justamente pensando nos desenvolvedores que o novo Firefox adicionou suporte à linguagem WebAssembly: com ela, é possível para o navegador executar nativamente aplicações e até jogos mais complexos construídos através da plataforma sem a necessidade de instalação de plugins. Confira o vídeo:

Queremos saber sua opinião