Facebook ensaia propaganda no meio dos vídeos

O Facebook irá colocar em fase de testes um modelo de publicidade que será capaz de inserir propagandas no meio de vídeos, como se fosse um intervalo comercial.

Fontes próximas ao caso afirmam que o Facebook quer oferecer aos anunciantes a oportunidade de inserir clipes publicitários tão logo o usuário tenha visto pelo menos 20 segundos de qualquer vídeo.

Quando o Facebook anunciou seus planos de investir pesado em conteúdo em vídeo, era claro que mais cedo ou mais tarde a rede social buscaria uma forma de monetizar essa guinada. O objetivo aqui é bater de frente com o YouTube, por enquanto a maior plataforma de distribuição de vídeo da internet. Para tal, o Facebook planeja dividir o faturamento dos anúncios da mesma forma que seu rival, onde o gerador de conteúdo fica com 55% da renda e a plataforma fica com o resto.

Apesar de estar oferecendo cerca de 100 milhões de horas de conteúdo em vídeo por dia para seus usuários, até o momento o Facebook resistiu às estratégias comerciais adotadas em larga escala pela concorrência, como inserção de anúncios antes da exibição dos vídeos.

Isso não impediu a proliferação de vídeos patrocinados na rede social e há indícios que os anunciantes estão pressionando o Facebook tanto por mais espaço para publicidade quanto por ferramentas melhores de aferição de metas, principalmente depois que a empresa cometeu erros graves em suas métricas.

Com a introdução de vídeos intersticiais, o Facebook entrega para os anunciantes o acesso direto ao conteúdo publicado na linha do tempo dos usuários, menina dos olhos da rede social, abrindo todos os vídeos publicados para intervalos comerciais, a exemplo do que já está em testes com transmissões ao vivo. Por enquanto, entretanto, a novidade não foi confirmada pela empresa e não tem data oficial para entrar em operação.

Queremos saber sua opinião