Facebook confirma: está mesmo pesquisando dispositivo capaz de ler mentes

Parecia ficção-científica, mas o rumores se concretizaram: o Facebook está mesmo desenvolvendo um sistema capaz de ler a mente de seus usuários.

Quem confirmou a pesquisa da tecnologia foi ninguém menos que Regina Dugan, líder do projeto dos smartphones modulares do Google, e atual comandante do Building 8, o laboratório secreto do Facebook.

Dugan subiu ao palco hoje durante a conferência F8 realizada pelo Facebook para desenvolvedores para explicar como sua divisão de pesquisadores está trabalhando na tecnologia. No momento, existem 60 cientistas debruçados sobre o desafio de criar uma interface neural conectada diretamente com o cérebro através de eletrodos do tamanho de uma ervilha inseridos no crânio do usuário. Dugan não revelou se já existe um protótipo em funcionamento ou mesmo uma previsão de prazo para entregar o dispositivo comercialmente.

Segundo a executiva, os usuários não precisam temer uma invasão de seus pensamentos mais íntimos. Por enquanto, esse nível de tecnologia só existe mesmo na imaginação. Mas o objetivo do Building 8 é criar um dispositivo capaz de habilitar o usuário para controlar interações em Realidade Virtual e Aumentada, assim como produzir conteúdo de forma muito mais dinâmica que as interfaces de entrada de dados convencionais. Seria possível, nesse cenário de leitura da mente, produzir textos de até 100 palavras em apenas um minuto, sem tocar no teclado ou no mouse.

Se a pesquisa do Facebook se tornar viável a empresa ainda terá que correr contra o tempo para lançar um produto no mercado na frente da concorrência. O magnata da tecnologia Elon Musk já anunciou a criação da Neuralink, mais uma de suas empresas futuristas, e que também está interessada em buscar esse tipo de interface neural.

Queremos saber sua opinião