Ex-funcionário usou os servidores do Banco Central dos EUA para minerar bitcoins

Nicholas Berthaume, ex-funcionário do Sistema de Reserva Federal dos Estados Unidos, foi condenado ontem pela Justiça por ter usado os servidores do sistema para minerar bitcoins.

Durante dois anos, entre 2012 e 2014, programas instalados ilegalmente nos servidores do Conselho de Governadores do sistema de bancos centrais norte-americanos estavam drenando recursos de processamento para a criação de moedas virtuais.

Berthaume era Analista de Comunicação do Sistema de Reserva Federal e foi condenado a 12 meses de prisão e uma multa no valor de US$5000. O ex-funcionário teria utilizado seu acesso para a instalação de “programas não-autorizado nos servidores do Conselho para se conectar com uma rede online de bitcoin a fim de faturar bitcoins”, segundo o processo judicial. Essas ferramentas continuaram ativas mesmo depois de seu afastamento do cargo e o Analista acessava os serviços de casa, depois de ter adulterado as proteções de segurança da rede local.

Inicialmente, Berthaume negou as acusações, mas terminou o processo assumindo a culpa. As investigações não descobriram quanto dinheiro o criminoso obteve através desse esquema dada a natureza anônima da moeda virtual e o ex-funcionário se recusou a revelar a quantia gerada.

Queremos saber sua opinião