Engenheiros do Chrome e do Mozilla elogiam o Windows Defender

Após anos lutando contra a fama de insegura, a Microsoft arrancou elogios nesses dias de um ex-engenheiro da Mozilla e de um desenvolvedor do Google Chrome.

Robert O’Callahan não está mais vinculado à Fundação Mozilla e usou seu blog para desabafar contra os fabricantes de antivírus, poupando apenas o Windows Defender.

De acordo com o engenheiro, os fabricantes de antivírus vendem uma falsa sensação de segurança quando na verdade seus métodos impedem que os desenvolvedores de navegadores coloquem proteções mais robustas para salvaguardar os internautas, sabotando atualizações, comprometendo DLLs e obrigando as equipes de desenvolvimento a gastarem um tempo excessivo para adaptarem seus produtos aos caprichos dos antivírus, tempo que poderia ser utilizado em mecanismos de segurança realmente eficientes.

E recomendou: “vendedores de software antivírus são terríveis; não comprem programas antivírus e desinstalem-no se você já comprou (exceto, no Windows, o da Microsoft”). Callahan ainda afirmou que os desenvolvedores de navegadores tem medo de expor o que pensam para não caírem em desgraça entre os fabricantes de antivírus: “usuários foram iludidos em associar vendedores de AV com segurança e você não vai querer um vendedor de AV falando mal do seu produto”.

A opinião do ex-funcionário da Mozilla encontrou eco em Justin Schuh, engenheiro do Google Chrome, que escreveu no Twitter: “fabricantes de navegadores não reclamam sobre o Microsoft Defender porque nós temos toneladas de dados empíricos mostrando que ele é o único antivírus que se comporta bem”. E acrescentou: “Defender é o único que eu conheço que não quebrou os mecanismos de segurança do Chrome”.

Queremos saber sua opinião